Páginas

sábado, 19 de novembro de 2011

Medo do parto. Medo só não... Pânico!

Olá migarada!


Nesta semana resolvi enfrentar o assunto. Venho adiando há algum tempo, evitando pensar sobre, mas a 20ª semana marca a metade da gestação e isso me lembra que daqui a no máximo mais 20 semanas estarei em uma cama de hospital para o momento fatídico! Não tem como escapar né? Uma hora este milagrinho lindo que existe aqui dentro de mim vai querer sair e eu vou ter de passar pelo pavoroso, indiscreto, ensanguentado, dolorido, temido, muito temido... PARTO (pode acrescentar aqui uma risada forte daquelas de filme de terror).

Gente como é que pode? Sou tão valentona pra tanta coisa! Pulo de paraglider, ando em garupa de maluco, adoro voar e subir em locais bem altos, não tenho medo de aranha, barata, cobra, mas morrrrrooooooo de medo, medo só não... pânico da tal hora! Desde sempre! Desde a adolescência, quando nas conversas com as priminhas imaginávamos nossa hora de ser mãe... Aquilo para mim nunca fez sentido.

Uma pessoa com as pernas abertas, gemendo e respirando ofegante, sentindo muita dor e uma criança cabeçuda saindo por um buraquinho tão... pequeno! Convenhamos! Chamam de parto natural, mas para mim nada daquilo é natural. Nada normal. E cesárea então??? Aqueles infinitos cortes em camadas de pele, um bebê sendo puxado lá do meio com um monte de sangue e gosma branca, aparentemente sem vida... Ah meu pai!!!

Tá bom, vai... Tem sete bilhões de pessoas no mundo e todas elas passaram por um desses buracos. Mas poxa, a medicina evoluiu taaaanto e quando o assunto é ganhar bebê, tudo é igual desde o princípio. Hoje no máximo os médicos podem ofertar a possibilidade da analgesia antes do parto. Mas aquelas contrações por 15 horas ainda não foram dispensadas do processo. Sei que posso aguentar tudo isso. Sei que todas as mulheres que conheço e tiveram filhos sobreviveram a isso, mas sei que tenho medo.
Itáytyba

Então lá fui eu pinçar pela internet opiniões, debates, orientações e, o pior de tudo, filmes e fotos sobre partos. Que arrependimento! Futuras mamães atenção: não façam isso! Não entrem no youtube para ver cenas de partos. Tem gente que acha lindo, divino, mas eu juro que quase desmaiei. Não que eu tenha medo de sangue ou de agulha, sabem? Tenho medo de parto mesmo! E de perereca. São as duas coisas no mundo que mais me amedrontam. Que? Como assim "perereca"? Oras... aquela verdinha, tipo um mini-sapo que cola na parede e na testa da gente. Tenho pavor de perereca também.

Mas acho ainda que eu enfrentaria uma perereca gosmenta sem tanto pânico. Bom, pererecas à parte, continuo com medo do parto. Pensei em fazer terapia e ir buscar lá no subconsciente os traumas de infância que me fizeram sentir isso hoje. O que me consola é que tenho uns quatro meses pela frente para pensar no assunto e me acostumar melhor com a ideia. Por enquanto, o único videozinho que posso recomendar às senhoras futuras mamães é este aqui, do baby center, que é ilustrativo e não tão pornográfico:



Vou falar com o médico agora sobre isso. Quarta teremos ultrassom.

Outro receio é quanto à logística da "hora". Eu moro sozinha em Tibagi e meu maridoso passa toda a semana em Ponta Grossa. Pense se a bolsa rompe ou começo a sentir as dores antes do previsto? Que faço??? Entro no carro e me arrisco a dirigir até Castro? Mas nem Rodonorte tem no caminho pra me cuidar caso o bebê queira sair no estilo vapt vupt. Ligo pros bombeiros??? Correr pro hospital daqui não adianta, não temos centro cirúrgico e não me arrisco nem a pau. Ai gente... Vou ter que contar com os amigos e familiares do João, que moram aqui, se isso acontecer. De toda forma, já estamos providenciando a saída para a licença-maternidade e uma mudança de casa, inclusive. Tenho novidades sobre isso, mas trago na próxima, assim que assinarmos uns papéis. :-)

Então é isso meninas. Se souberem como me ajudar... Talvez seus depoimentos me auxiliem a perder o medo. Gosto de lembrar do parto do meu sobrinho Mateuzinho, em que a Day, apesar de ter sentido dor por quase 24 horas, entrou na sala de cirurgia e meia hora depois estava esplendorosa com o bebê no colo. E mais: no dia seguinte, levantou cedo, tomou banho sozinha e voltou pra casa saltitante como se ali não houvesse carreiras de pontos no abdômem. Lembro também do parto do Luiz Henrique, o Hike, sobrinho... A Adri teve de parto normal. Sentiu as dores de madrugada e saiu dar uma caminhada na rua, pode? Logo mais ela estava já sentada sobre a perna na cama do hospital com um sorriso no rosto e um bebê no colo. Tomara que seja assim!!!

Agora lá vamos nós aos compromissos oficiais com o trabalho. É sábado, mas tem muita coisa acontecendo por aqui e daqui a pouco estaremos numa inauguração de uma praça. Ah, o desfile de Natal não aconteceu na semana passada e será amanhã! A roupa já está aqui em casa, um sarro!

Também não fomos para o litoral. Aquela chuvarada desanimou. Ficamos por aqui no feriado e aproveitamos muito dois dias no Itáytyba Ecoturismo. Recomendo!!! uma delícia esse resort ecológico pertinho do canyon Guartelá, em Tibagi. Comemos muito e deliciosamente, curtimos uma piscininha aquecida e trilhas super gostosas pela mata. Cansei pra caramba! Mas foi ótimo. E o papai pôde sentir nosso filhote mexer. "Ele remexe muito" e eu fico toda faceira. Sinto o dia todo agora. Uma delícia.

Ficam registros e também um videozinho mais que especial: o Mateuzinho, meu sobrinho, deu seus primeiros passinhos. A Day filmou e fica aqui para vocês se divertirem. Coisa mais linda do mundo né? Só tem 10 meses, super precoce.


Beijos girls! Té mais.

Manu

4 comentários:

  1. Nossa eu juro que eu venho num próximo post e falo sobre o nascimento da Gabriela.. Nao tive dor, nem sangue, nem nada.. Super tudo.. E sobre o sair correndo quando a bolsa estourar é hiper super mega recomendável q vc fique três semanas antes perto do hospital que vc vai ganhar neném. Bojo manu.. Volto na próxima pra contar minha experiência.

    ResponderExcluir
  2. Manuu do céu ...acho k da mais medo de perereca mesmo...tbm odeio elas ...lembra lá na serra...kkk de manhã já as bonitinhas pulando em vc no quarto kkk,agoraa o parto...fik fria...dizem ehh é verdade,dentro de minutos vc esquece tudo...esse é o perigo ,no meu caso dentro de um ano e dois meses lá estava eu outra vez !!! hehe,se fosse tããooo ruim ninguém ia ser loko de voltar kkk.Força linda,aliás força mesmo.kk beijãoooo...

    ResponderExcluir
  3. kkk acho que dá mais medo das pererecas mesmo...parto é tão rápido que até dizem "dentro de minutos vc esquece tudo", fato!!!Eu depois do parto do Igor jurei que filho nunca mais,hehe dentro de um ano e dois meses"ohh eu aqui outra vez":disse para o médico...grávida do Gabriel...rsrsrs...e agora a Bianca para fechar a fábrica...é parece que não é tããooo difícil,nem tãoo dolorido...é coisa que dá e passa...ainda bem né ,hehe !!!beijos linda.

    ResponderExcluir
  4. Ai Rafaaaa... tomara que eu tenha um parto super tudo também! Fico esperando seu testemunho. Confesso que só de receber os comentários de vocês aqui e das amigas no face já estou mais encorajada! Eeeee! uhuuu. Ei prima Jô, você então se lembra da pererecaiada da Serra? Tá explicado né? Esse trauma tem causa e circunstância. Agora o trauma de parto ainda tá mal explicado porque afinal de contas nossa história não mostra ninguém com graves problemas né? Veja nossas mães Jô... A mãe teve quatro, sendo três em casa. Eu nasci de parteira e estava lá quando o Robson nasceu no quarto da mãe, a uma da tarde, com toda a vizinhança reunida. E a vó então hein? Nossa vó Ema teve 13 filhos (sim 13!!!). Ela perdeu o primeiro bebê mas depois encarrilhou a tecaiada um atrás do outro... Sempre corajosa, magrinha, daquele jeitinho simples, lá na fazenda... E acho que a vó Ema não tinha todo o aparato que a gente tem hoje da medicina né? Ela simplesmente cumpriu a lei biológica e teve nossas mães e tios.

    Tomara que eu tenha puxado dona Ema e dona Raquel e que eu tenha essa mesma disposição que você Jô! Que tem uma família linda graças a Deus! Obrigada flor, pela presença aqui. Beijooooo

    ResponderExcluir

Comenta aí que a mamãe fica faceira! E volte sempre, a casa é sua! :-) Ou me mande um e-mail: emanoellew@gmail.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...