Páginas

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Mexeu! Mexeu!!!

19 semanas
Oooooi tchurma!!!

Tô tão animada com a novidade! Estamos na 19ª semana de gestação, entrando na 20ª, e isso significa que a metade já passou. E o melhor: eu senti! Ele mexeu e eu senti! Homens do meu Brasil varonil, sinto dizer-lhes que vocês podem imaginar, mas infelizmente não terão esta mesma sensação maravilhosa, emocionante, divina!


Foi muito gostoso. E ele mexeu bastante. Eu fiquei rindo sem parar, mesmo sabendo que daqui por diante ele vai mexer tanto que às vezes vou pedir pra ele se acomodar um pouquinho, né Rafa Kuhnen? rerere. É uma delícia.

Bem, vamos ao episódio então. Lá estava eu numa sessão de "tortura" com a querida Rose, minha amiga e depiladora das mãos de seda, quando sob aquela luz forte direcionada para "as partes", e com aquele papelzinho quente colando naquela cera fervente que gruda na gente, meu bebê resolveu se manifestar.

Serra do Apon
Foi engraçado. Eu senti e cortei a Rose no que ela estava dizendo. Dali pra frente nosso papo virou nisso. Ela tirava uma lasca de mim com a cera e o bebê se mexia... A gente parava tudo e ficava olhando pra barriga, tentando sentir com as mãos. Ela voltava com a cera, e ele dava seus chutes. Gente, é certeza que esse menino me ama! Ele foi solidário!!! Ele quis dizer pra Rose o quanto esse negócio de cera quente é dolorido! Certeza também que ele será um homem sensível às dores femininas depois dessa. rererere.

Sei que foi tão legal que por mim eu passaria mais uma hora lá na mesa de depilação (jamais pensei em dizer isso). Foi ontem à noite e cheguei em casa vibrante. Liguei pro papai pra contar a novidade. E desde então, o moleque tá quietinho. Pelo menos não senti tão forte. Anteontem pela manhã, ainda na cama, senti de levezinho, mas não dei a devida atenção porque tem tanta coisa que se mexe aqui por dentro que pode ser difícil de identificar.

Enfim, agora estou em horário de almoço e vou lá encher a pança e ficar paradinha pra ver se ele me manda um alô. O mais bacana disso é que até aqui eu sempre soube da presença do meu filhinho dentro de mim, vi ele nos ultrassons e ouvi seu coraçãozinho, mas a impressão é que ele não se comunica comigo. Agora não, posso sentir e saber que ele está de peraltice lá dentro e que também deve sentir o que eu sinto.

Por falar em sentir o que eu sinto, os últimos dias não tem sido só de flores. Sabe aquela história de que mulher grávida fica mais irritada? SIM, fica! Eu pelo menos estou com os nervos à flor da pele e qualquer coisinha que acontece me faz chorar de alegria ou de profunda tristeza, mesmo que seja irrelevante.

Outro dia a Dani Novak, minha vizinha de departamento, entrou em minha sala com um bebê de um mês no colo que ela pegou de uma mulher no corredor. Era a coisa mais fofinha do mundo, um piazinho todo enrugadinho ainda, tentando enxergar as coisas. Peguei ele no colo, completamente desajeitada e comecei a chorar. Que boba né? Mas foi assim... Me emociono fácil.

E também saio do sério fácil. Cheguei a me envolver numa situação ridícula e que até me envergonho agora. Fui dar trela para acusações infundadas que um sujeito escreve no facebook contra a Prefeitura. Especialmente numa em que cobrava uma posição da Assessoria de Comunicação quanto a um cano de esgoto que corre a céu aberto na cidade. Pense comigo: que que eu tenho a ver com isso??? Mas tonta que sou, fui responder e acabei dando chance pra gente que nem conheço, e que está cheia de intenções eleitoreiras, de me atacar.

Pior que fui longe viu? Depois me perguntei: a troco de quê? Pra que dar ouvidos se essas pessoas não estão interessadas na minha opinião, só querem promover suas discussões infundadas? Bem... saí do bate-boca, excluí do face, bloqueei porque me estressei demais com as baixarias e no fim, o João tava certo: só saí perdendo e quem ganhou tá lá rindo nas minhas costas.

Mas o pior estava por vir... encontrei o sujeito na rua e fui tentar conversar. Não houve diálogo, mas ironia, cinismo e arrogância. Caí mais uma vez na armadilha de tentar conversar com gente grossa. Cancha curta como sou, às vezes grossa também (reconheço!), desci ao nível da pessoa e saí bastante ferida.

Mas isso porque senti também pela primeira vez uma coisa que já tinha ouvido falar e ainda não conhecia a proporção que tem. Só tô contando essa história toda aqui por causa desse detalhe: instinto de defesa materno. 

 Sim, foi o que me fez sair de perto do sujeito falando alguns palavrões, que eram a única coisa que me vinha à cabeça, de tanta raiva. Sabe por quê? Ele apontou pra minha barriga e questionou, em ar completamente cínico, se era meu filho que estava me deixando nervosinha. Ahhhhh queridos! Até pode ser que meu filho e todos esses hormônios sejam responsáveis pela minha irritação maior, mas meu anjinho não tinha nada a ver com aquela história nojenta que se desenhava. Minha vontade era de dar um tabefe na cara do cretino, mas mandar ele praquele lugar já ajudou. rerere

Bem, então, descobri que posso suportar todo tipo de ofensa contra mim, mas não tolero que meu filho seja citado por um qualquer. É um sentimento inexplicável! De proteção extrema, de amor imenso, de raiva instintiva contra quem se aproxima com má intenção. Com isso tudo aprendi que preciso evitar situações de confronto, pelo menos por enquanto, porque sei o quanto meu nervosismo pode afetar meu bebezinho. E meu bebezinho não merece!

Depois tem a saúde do Kiko, que tem me deixado tristonha. Meu cachorrinho não está nada bem. O coração vem diminuindo seu ritmo e agora ele não quer comer e está com barriga d'água. Tá magrelo, com os ossos saltados e um barrigão enorme, que o deixa ofegante e sem disposição. A semana foi de casa pro consultório e hoje chegam os resultados dos exames. Tenho esperança de que agora, com medicação adequada, ele melhore. Dói ver a carinha dele, de cansadinho.

No mais, alegria de montão. Marido e eu fomos passear na Serra do Apon, a localidade rural distante 65 km da cidade de Castro, onde nasci e me criei. Cunhada Rapha e irmão Robinho foram também e tivemos um  final de semana maravilhoso em contato com a natureza, na paisagem que para mim é a mais linda do mundo, pois me remete aos tempos em que ao lado dos meus três irmãos tive uma infância extremamente feliz, saudável. Foi uma delícia espairecer na nossa casa, onde tudo cheira a saudades, daquelas boas.

Pingente de piazinho :-)
Aproveitei para descansar a cabeça, porque o corpitcho voltou arrasado de tanta caminhada no mato. A dor nas costas se tornou mais constante e com o calor, chegou o inchaço nos pés! Até outro dia eu estava faceira andando de salto alto por aí, mas agora o esquema é chinelão de dedo mesmo, porque os pezinhos viram duas bolotas. A barriga tá grandona agora, com mais tipão de gestação. Durante um bom tempo eu só parecia mais gordinha, agora já entro na fila preferencial do banco sem precisar forçar a barriga pra frente rere.

Amanhã tem mais: a família Wisnievski Oliveira vai passear pelo litoral. Vamos de Serra da Graciosa, um barreado em Morretes e quem sabe um banho pra salgar a poupança na praia. Voltamos segunda, porque tem desfile de Natal em Tibagi e estaremos lá, de mamãe e papai noel. rararara. Não acredita? Siiim, João e eu seremos papais noéis espanhóis! :-)

E bora lá almoçar. O dia hoje está cheio e tem muita matéria para escrever. Ah, estou entrando ao vivo todos os dias na CBN com informações da pré-temporada do Operário em Tibagi e isso me diverte. Adoro rádio. É às 11h10 na www.cbnpg.com.br no CBN Esporte. Volto quarta.

Até lá, tomara que nosso filhote volte a saracotear aqui dentro pro papai sentir também! Beijoooos!

Ah, ganhei um pingente lindoooooooooo de piazinho da cunhada Dani. Amei! Eu já tinha planejado com o João de mandar fazer, mas fui surpreendida com o carinho dela. Obrigada amore! 

Fica aqui o videozinho divertidíssimo que a Biara, querida, me mandou no face! Pense num pai desesperado! rarara: 

2 comentários:

  1. Florzinha.. vá preparando os lenços q serão mtos daqui p frente.... (confesso q me emociono até hj)dentre os choros, o mais legal foi qdo ele saiu batendo as maozinhas no chao começando a engatinhar.. Estavamos no chao brincando e derepente Bernardo foi se virando, se ajeitando.. tentando firmar as perninhas em coordenação com os bracinhos. Affeee !!! Eu gritei:: -maeeee corra aqui o Bernardo tá engatinhando e choroooo, rsrrsrs
    E os primeiros passinhos então???? nossa!! q boba.. foi de soluçar!! rsrs
    Mas quem é essa pessoa ignorante q tem coragem de apontar p uma gravida??? ôô povinho q nao tem o q fazer.. por isso não dê bola.. mesmo q seja a sensibilidade a flor da pele q fale mais alto... coma um chocolate ou reze um Santo Anjo, seu bebê vai agradecer mto mais d q entrar nessa energia ruim de gente sem coração... ainda mais agora q João tá saltitando ai dentro... logo, vc começa a sentir os soluços dele!! bemm legal!! ai q a gente sente realmente a presença de Deus!! aproveite o feriado, curta o maridão e o barrigão!! bjus Dani Nowak (e Bernardo)

    ResponderExcluir
  2. Sei bem o que é isso, super normal, dentro da normalidade de uma gestante ! heheheh Qual a gestante nunca passou por isso,hein?!É realmente indescritível quando sentimos o bebe mexer e daqui algumas semanas vai sentir cada vez mais, até desejar que pare de chutar suas costelas, hehehe, tenha certeza disso!
    Cunhada, Maninho e Sobrinho desejo tudo de melhor que Deus possa lhes dar e um ótimo feriado pra vcs!

    ResponderExcluir

Comenta aí que a mamãe fica faceira! E volte sempre, a casa é sua! :-) Ou me mande um e-mail: emanoellew@gmail.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...