Páginas

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

O oitavo mês e a contabilidade

Oi amigas (os)!

Raso, redondo e de buraco: 30! Trinta semaninhas de gestação completas e meu filho já até pode enxergar lá por dentro. Sua visão está formada, ele está prontinho, só falta engordar e não vai faltar energia da mamãe aqui para ele crescer fortão. Fizemos ultrassom na última semana e felizmente ele está super bem, com um cabeção enorme e o coração a mais de 140 por minuto. Está na posição de parto já. Olhou pra foto mais uma vez. A tia Dani ficou apavorada achando que o cordão umbilical estava afogando nosso príncipe, mas que nada... é que tá apertadinho mesmo, dinda!

Fico mais tranquila em saber que se ele resolvesse nascer agora, teria condições de viver. E ansiosíssima porque faltam só mais oito semaninhas para ele transpor a barreira do meu ventre e passar a fazer parte deste mundão de Deus. Falta pouco e ao mesmo tempo parece uma eternidade. Já se passaram sete meses. Como foi rápido. Mas ainda faltam dois. Como demora.

Tenho feito contagem regressiva para tudo. É muita vontade de que as coisas se resolvam. Hoje faltam 38 dias para nossa mudança (4 de março vamos definitivamente para a casa nova), 35 para a licença-maternidade (paro dia 29 de fevereiro) e menos de 60 pro nascimento (ele que vai resolver isso né? Mas eu tento prever).

Agora já está bem maior
Nessa expectativa enorme, muitas providências ainda precisam ser tomadas, como a decisão final sobre o parto. Tenho ouvido de um tudo, lido tudo, estudado muito. Conversei de novo com o médico. Quero criar mais coragem para ver se enfrento as dores, mas confesso que estou insegura.

Os sintomas da fase não são tão diferentes de antes. Continuo com o xixi apertado à noite, com os pés inchados no final do dia, com dores nas costas e respiração ofegante, sinto o peso aumentar todo dia e minha barriga está muito, mas muito maior que nas fotos do último mês. O lado bom é que João Augusto se mexe mais e com mais força também. Me divirto quando deito no final do dia e vejo ele fazendo ondas na minha barriga, empurrando com a mãozinha, chutando de montão.

Continuo sentindo leves contrações. Não são dores, mas a barriga fica dura por alguns instantes, inflada. É meu útero treinando para o grande dia. Minha pele melhorou. Não tive mais as alergias. No entanto, as manchinhas de sardinhas que eu tinha estão bem mais evidentes e uma mancha que parece uma craquinha está sobressalente ali na face. Se antes eu já precisava de um tratamento, agora vai ser indispensável.

Tenho um pouquinho de azia antes de dormir, mas quase nada. Tenho fome! Ah esta nunca me abandonou. E, sem medo de ser feliz, revelo: passei dos 10 quilos. Eu que queria engordar no máximo nove, já estou uns 11 mais rechonchuda agora, só que sem o mesmo peso na consciência. Tô dentro do normal gente! E não vi nenhuma estriazinha até agora. "Tô loca de linda", rerere.

Vamos sem modéstia mesmo, afinal, quer coisa mais linda no mundo que a casinha de um ser tão amado, tão esperado? rerere. Antes eu tinha medo de barriga de grávida, ficava com a impressão de que ela iria explodir. Agora acho divino! A gente muda, benhê! Por isso venho aprendendo a conviver em paz com meu corpo e até com as costas mais largas, com as pernas mais gordinhas, com os tornozelos arredondados. Estou aprendendo a me achar bonita de modo especial.

Também comecei a sentir dores nas mãos, nas articulações e descobri que é bem comum. Chama-se síndrome de carpo e acontece porque o túnel de carpo, que faz as ligações nervosas das mãos, fica apertadinho com o inchaço.

Artes da vovó Sônia
Os parabéns da semana para dona Sônia, a sogrinha empolgada que está fazendo mil artesanatos para esperar o netinho. Ela já pintou aquelas caixinhas de colocar algodão, cotonetes e outras coisinhas sabe? Está fazendo protótipos de lembrancinhas, tudo na base da girafinha, rerere. E também aquele quadrinho de por na porta do quarto com o nome do piazão (dá trabalho porque são 11 letras, rere). Sábado foi aniversário dela e meu desejo é de que seja imensamente feliz e tenha muita saúde para me ajudar a cuidar do pequeno. ririri

Parabéns também pro meu irmãozinho caçula, o Robson, que completou aninhos ontem, dia 25. É meu xodozinho este irmão e por mais que já tenha seus 24 anos, seja pai há cinco anos e casado, pra mim é criancinha ainda. :-)


Contabilidade

Este tema merecia um post a parte, mas como já estou aqui, lá vai...

Olha, confesso que uma das coisas mais difíceis da vida de casados é a administração financeira. Eu e João estamos aprendendo a fazer isso juntos. Antes eu tinha as minhas contas e como sou filha do Polaco do Ônibus, que deveria se chamar 'Turco do Ônibus', conservo de herança um escorpião em cada bolso e sou muito controladinha nos gastos. Mas agora que juntamos nossos salários e também nossas despesas, as coisas fugiram um pouco de controle.


A verdade é que a gente se empolgou mais do que devia. E agora devemos mais do que deveríamos (ai!). Mas não foi com coisas à toa não. A mudança para a casa nova nos levou os trocos mesmo. Só de despesas para documentação do imóvel e taxas pro governo foram mais de R$ 4,5 mil em dezembro.

Roupinha temos bastante!
Depois a gente se entusiasmou em mandar projetar a cozinha, que (agora reconheço) está saindo o olho da cara. O quartinho do bebê não conta porque foi baratinho e parcelamos em 10 vezes, mas as obras de ampliação da casa, estas sim, nos deixaram sem fôlego financeiro para enfrentar o que vem por aí.Mexa com pedreiro pra você ver! Enfim, parcelamos o que dá, mas estaremos bastante apertados pelos próximos três meses. Justamente quando o Augusto chega. #medo

Claro que isso me deixa apreensiva. Fizemos planilha, atualizamos diariamente e já sabemos como será o período. Contenção total! Sorte que o enxoval está quase completo e precisamos comprar pouca coisa. Ah, precisamos de fraldas! Só tenho um pacote! rerere. Portanto queridas tias, quando forem nos visitar, se quiserem nos presentear, tragam fraldinhas! :-) Ele tem bastante roupinha (ufa!).

Mas, se nossos planos derem certo, em maio estaremos novamente com o orçamento menos comprometido e poderemos manter o objetivo de adiantar umas parcelas da casa para o caso de eu não ter emprego no ano que vem. Esta é uma questão que também vale um outro post, mas o fato é que como sou cargo em comissão, meu trabalho vai até 31 de dezembro deste ano, quando encerra o mandato do prefeito. Depois disso, só Deus sabe. Preciso me precaver.

Apesar de colocar os pés no freio agora, felizmente temos boas perspectivas pela frente e sabemos que teremos como controlar as contas em algum tempo. Nada a reclamar né? Bora economizar então para garantir que Joãozinho seja filho de pais responsáveis!

Para começar a encerrar, uma definição linda de filho que só poderia ser do melhor: José Saramago.

"Filho é um ser que nos foi emprestado para um curso intensivo de como amar alguém além de nós mesmos, de como mudar nossos piores defeitos para darmos os melhores exemplos e de aprendermos a ter coragem. Isto mesmo ! Ser pai ou mãe é o maior ato de coragem que alguém pode ter, porque é se expor a todo tipo de dor, principalmente da incerteza de estar agindo corretamente e do medo de perder algo tão amado.  Perder? Como? Não é nosso, recordam-se? Foi apenas um empréstimo".


O videozinho da semana é para rir. Veja as caras-de-pau das minhas cunhada e sobrinha como atrizes deste comercial. São muito top dona Dani e dona Duda. Adoro! (Pena que não consigo colocar a imagem aqui, porque não está no youtube).

Agora olha que graça a imagem abaixo! Tô até vendo... rerere



Beijos amores, té mais

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comenta aí que a mamãe fica faceira! E volte sempre, a casa é sua! :-) Ou me mande um e-mail: emanoellew@gmail.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...