Páginas

terça-feira, 22 de maio de 2012

A cantoria dos papais


Papai cantando o lá-lá-lá do Silvio Santos

A falta de talento musical e de um mínimo de afinação não são problemas para estes papais, que viajam pelo cancioneiro popular brasileiro em busca de ritmos para embalar o soninho do pequeno João Augusto, especialmente quando ele faz manha. E viajam mesmo. Uma hora a gente teria de enjoar do Ursinho Pimpão e das cantigas infantis...

Passamos então a apelar para "Tchu-tchu-tcha-tcha, Kuduro, Ai se eu te pego e Tchê-tchê-re-re" (confesso!). E depois disso vieram clássicos dos anos 80 e 90 como "Voar, voar, subir, subir", "Adocica meu amor, adocica" e "Chorando se foi quem um dia só me fez chorar", até que o papai resolveu desenterrar todo o elenco do corpo de jurados do Show de Calouros. Siiiim... Com a voz do Silvio Snatos começou com "Lá vem o João Augusto, lá lá lá lá, lá lá lá lá lá lá!".

E chamou o Lombardi (que nem fazia parte, mas vá), Pedro de Lara, Nelson Rubens, Sônia Lima, Flor, Leão Lobo, Wagner Montes e até a Elke Maravilha. Gente, que memória a do papai! A hora que ele chegou no Décio Pitinini eu não acreditei. Por onde anda Décio Pitinini hein? Alguém mais lembra? rerere. Bem, o Joãozinho gostou. Dormiu como um anjinho.





Hora do Tédio e Momento Delícia

É meu povo... Pais de criança manhosa precisam se virar. Não que meu filho seja 'bardosinho', como diria o pessoal lá do sítio. Mas todo dia ele tem aquela horinha do tédio, quando não aguenta mais de tanto que dormiu e resolve manifestar para o mundo que quer ficar acordado. Manifesta-se chorando. Aí o Décio Pitinini ajuda a acalmá-lo, rerere.
 
É no final do dia, quando ele também tem seu momento delícia: o banho. Está a cada dia mais esperto e sabe mostrar o quanto adora a banheira. Seu reino encantado é azul e cheio de água morninha. Ele estica as perninhas até encontrar a base da banheira. Aí impulsiona o corpinho para trás e a mamãe aqui aproveita para transformá-lo num boto cor-de-rosa. Tenho certeza que meu peixinho fica feliz.


Pelado, pelado...

Aos poucos ele mostra que tem personalidade. Agora que sabe rir e até solta risadinhas sonoras, estala a língua e solta uns ensaios de "angus" e deixa bem claro pra mamãe do que gosta e do que não gosta. É só tirar a roupa do pequeno para vê-lo toooodo sorridente a cada troca de fraldas. Tenho a impressão de que ele gostaria de morar na Praia do Pinho para viver peladão. É um naturista nato este meu filho! E o chororô sempre vem quando passo a roupinha pela cabeça e nos bracinhos. Eu entendo como um protesto, mas não dou chance pra ele se impor, rerere.

Nosso bebezinho está crescendo muito rápido e todas as roupinhas RN já estão pequenas. Separei uma sacolada do que já não serve mais e reorganizei o armário para que os trajes P e M fiquem à mão. O pacote de fraldas P em uso também é o último. Já vai pra M o rapazinho.


Gordinho

Língua solta

Amanhã temos consulta com a pediatra e saberemos quanto ele cresceu. Mas calculo que já tenha mais de cinco quilos. Na consulta ele também passará por um procedimento para cortar o freio debaixo da língua. A linguinha dele é meio presa naquela membranazinha e vai ser preciso passar o bisturi ali. Ai que dó!!! Diz a minha sogra que meu marido também teve isso e não houve drama. O corte foi bem pequeno e rapidinho cicatrizou sem dor nem sofrimento. Tomara viu? Depois eu conto. Mesmo assim ele adora colocar a língua para fora e parece entender quando a gente pede pra mostrar. Dá a impressão de que ele imita a gente. Mas deve ser achismo de mãe coruja mesmo né?

Mostre a língua pra mamãe!

Mamá curto

O que me preocupa no momento é que Joãozinho nunca mais quis voltar à rotina depois daquela ameaça de gripe (sei lá o que foi aquilo). Ele não mama mais 40 minutos inteirinhos a cada três horas, como antigamente. Agora mama aos pouquinhos e tenho medo de que não esteja se alimentando o suficiente. Vou ver com a doutora Tiyoco amanhã. O dodói da vacina está cada vez maior e parece doer. A cabeleira está renascendo, felizmente. Vai voltar a ter cabelo até na testa, meu filhinho. 


Passeio no parque

Os últimos dias foram de tranquilidade na maior parte do tempo. Passeamos mais e mais e tivemos um final de semana super gostoso em família. No sábado o papai resolveu sair do sedentarismo e ressuscitou os patins para andar no parque ao lado do condomínio onde a sogra mora. Ah foi bem joinha. Tava um dia lindo e eu fiquei passeando com nosso príncipe no carrinho. Até porque a 'songa' aqui não consegue ficar em pé num troço desses.

Quando criança lá em Barbacena eu bem que tentei, mas caí de bunda, fiquei uma semana sem sentar e nunca mais calcei um roller. Fiquei com inveja surpresa e ainda mais apaixonada pelo meu marido ao ver que ele tem habilidade. Anda super bem. Só caiu uma vez e é claro que eu tirei foto! auhauahu. Eu pude  brincar na academia da terceira idade (combina bem com minha situação atual, rere).

Aproveitamos o friozinho pra assistir filminho na sogra e depois, em casa, fizemos um ninho na sala e dormimos todos por lá mesmo. Joãozinho acordou super feliz. Na segunda-feira, enquanto papai trabalhava, almoçamos mais uma vez na casa da dinda que não é de Olinda Dani e fomos ao supermercado com a vovó Sônia e tia Valquíria. Ou seja... Joãozinho tá muito passeador.


Mostre que sabe...

Finja que deitou...

 


Vamo sisti filminho!
Ninho na sala
 
Fralda Ecológica

Testei a fralda ecológica que comprei lá no meio da gestação, lembram? (veja post aqui). Comprei apenas uma, da Baby Sling (Fralda Bonita) e agora posso dar minha sincera opinião sobre o assunto. Gente... eu separo o lixo, uso água racionalmente, prefiro etanol a gasolina, consumo com moderação etc... Mas acho que no quesito ecobebê não poderei me inscrever. A Ju Nogueira usa as fraldinhas ecológicas no Pedrinho desde que nasceu e adora. Adaptaram-se super bem. Mas eu não consegui! Talvez porque usamos marcas diferentes. Pelo que entendi, as que ela comprou vêm com refis de filtros para acrescentar.

Bem... a tal fraldinha de pano só me deu trabalho. Passou tudo e a roupinha dele ficou molhada em menos de uma hora. Além disso ela tem um volume enorme, o bebê fica desajeitado. Usei o tamanho P e como meu pequeno tá grandão, tive de por na segunda regulagem. Pode ser que isso também tenha colaborado para o não sucesso da nossa empreitada ecologicamente correta. Além disso, dá um trabalhão para lavar e usei tanta água e tanto sabão na fralda que acabou não sendo tão verdinha assim.

Vou testar mais uma vez, mas acho que continuarei nas descartáveis. Ah sem contar que uma fralda custou mais de R$ 30 e que meu Joãozinho teria de usá-la pelo menos 40 vezes para compensar o custo. E eu teria de ter pelo menos oito fraldas de cada tamanho para dar conta de um dia de trocas. Pode me reprovar aí no item mãe com consciência ambiental. :-(

Fralda Ecológica


Kudurobaby

O videozinho da semana é super divertido e veio da Kelly B. Taques. Um sarro. É uma montagem sobre um comercial que virou hit na internet e deu maior trabalhão pra fazer (vi um documentário sobre a produção na GNT). Olha que graça os bebês da água mineral agora dançando o Kuduro!




Benzedeira com diploma

E a curiosidade do dia é a reportagem de hoje do Paraná TV sobre uma cidade onde os vereadores criaram lei para regulamentar a profissão de benzedeiras. Tem até curso: Benzedeiras são consideradas profissionais da saúde no Paraná



Canções de ninar apavorar

Já que falei das músicas, fica aqui o registro da Suellen Rentz que me mandou no facebook o seguinte textinho (uma graça!)


CONVERSA ENTRE DUAS CRIANÇAS DO SÉCULO XXI no berço!!!
- E aí, véio?
- Beleza, cara?
- Ah, mais ou menos. Ando meio chateado com algumas coisas.
- Quer conversar sobre isso?
- É a minha mãe. Sei lá, ela anda falando umas coisas estranhas, me botando um terror, sabe?
- Como assim?
- Por exemplo: há alguns dias, antes de dormir, ela veio com um papo doido aí. Mandou eu dormir logo senão uma tal de Cuca ia vir me pegar. Mas eu nem sei quem é essa Cuca. O que eu fiz pra essa mina querer me pegar? Você me conhece desde que eu nasci, já me viu mexer com alguém?
- Nunca.
- Pois é. Mas o pior veio depois. O papo doido continuou. Minha mãe disse que quando a tal da Cuca viesse, eu ia estar sozinho, porque meu pai tinha ido pra roça e minha mãe passear. Mas tipo, o que meu pai foi fazer na roça? E mais: como minha mãe foi passear se eu tava vendo ela ali na minha frente? Será que eu sou adotado, cara?
- Como assim, véio?
- Ela deixou bem claro que a minha mãe tinha ido passear. Então ela não é minha mãe. Se meu pai foi na casa da vizinha, vai ver eles dois tão de caso. Ele passou lá, pegou ela e os dois foram passear. É isso, cara. Eu sou filho da vizinha. Só pode!
- Calma, maninho. Você tá nervoso e não pode tirar conclusões precipitadas.
- Sei lá. Por um lado pode até ser melhor assim, viu? Fiquei sa bendo de umas coisas estranhas sobre a minha mãe.
- Tipo o quê?
- Ela me contou um dia desses que pegou um pau e atirou em um gato. Assim, do nada. Maldade, meu! Vê se isso é coisa que se faça com o bichano!
- Caramba! Mas por que ela fez isso?
- Pra matar o gato. Pura maldade mesmo. Mas parece que o gato não morreu.
- Ainda bem., sua mãe é perturbada, cara.
- E sabe a Francisca ali da esquina?
- A Dona Chica? Sei sim.
- Parece que ela tava junto na hora e não fez nada. Só ficou lá, paradona, admirada vendo o gato berrar de dor.
- Esses adultos às vezes fazem cada coisa que não dá pra entender.
- Pois é. Vai ver é até melhor ela não ser minha mãe mesmo... Ela me contou isso de boa, cantando, sabe? Como se estivesse feliz por ter feito essa selvageria. Um absurdo. E eu percebo também que ela não gosta muito de mim. Esses dias ela ficou tentando me assustar, fazendo um monte de careta. Eu não achei legal, né. Aí ela começou a falar que ia chamar um boi com cara preta pra me levar embora.
- Nossa, véio. Com certeza ela não é sua mãe. Nunca que uma mãe ia fazer isso com o filho.
- Mas é ruim saber que o casamento deles não está dando certo... Um dia ela me contou que lá no bosque do final da rua mora um cara, que eu imagino que deva ser muito bonitão, porque ela chama ele de 'Anjo'. E ela disse que o tal do Anjo roubou o coração dela. Ela até falou um dia que se fosse a dona da rua, mandava colocar ladrilho em tudo, só pra ele passar desfilando e tal.
- Nossa, que casamento bagunçado esse. Era melhor separar logo.
- É. só sei que tô cansado desses papos doidos dela, sabe? Às vezes ela fala algumas coisas sem sentido nenhum. Ontem mesmo, ela disse que a vizinha cria perereca na gaiola... já viu...essa rua só tem doido...
- Ixi, cara. Mas a vizinha não é sua mãe?
- É mesmo! Tô ferrado de qualquer jeito.


Legal né? E por hoje é isso pessoal!

Um beijo da mamãe e do bebê que tem agora um mês e 20 dias. Até logo mais.


Vó Sônia, Dora e Helena
Padrinho Josiran
Vó Sônia

 

Vó Raquel e Izalete

Né?



Giovana e Aline
Pode vir o frio que eu tô pronto!

Dinda Dani



5 comentários:

  1. Ele está lindo!!! E a mamãe super disposta e segura... Gostei de ver! Espero chegar logo nessa fase!hehehe
    Beijão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Antes do que você imagina Karina!!! A recuperaçao da mãe é super rápida e logo tua pequena vai estar animada para passear. Aí você aproveita e vem aqui em casa nos conhecer! :-)

      Excluir
  2. Eu tava aqui lendo em voz alta seu post pra minha mae escutar e ela comentou: Nossa, mas é igualzinho o Pedro!! hehehe As musicas que cantamos são praticamente as mesmas que vcs cantam e que eu odeio e mesmo assim canto, hahaha! A hora feliz de deixar ele pelado e a tortura de vesti-lo! Que pena que vc nao se adaptou às fraldas, o único inconveniente nelas é nao poder usar muita pomada pra assaduras por causa da impermeabilização, mas no mais eu gostei e me sinto muito mal quando uso as descartáveis (em alguns momentos) e jogo no lixo... me acostumei a ser "verde", hehehe. E a vacina tetra, Manu, como foi? Estou há tempos fazendo a relactação pois o Pedro nao queria mais o peito de tanto eu dar chuquinha pra ele. Foi uma maravilhosa técnica que descobri na net. Manu, vc tá linda como sempre! Saudades!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Juuuuu. Nossos filhos são da mesma geração e daqui a pouco estarão com um tablet na mão trocando ideia. rerere. A verdade é que a gente ignora muita informação antes de ser mãe e descobre que todas passam por coisas bem parecidas né? É a nossa vez. Joãozinho só vai tomar vacina dia 4, to morrendo de medo. A BCG agora que inflamou, tá horrível. Vou tentar a fralda mais um pouco. Quem sabe me adapto. Você também tá lindona nas fotos do face. Beijo Ju. Saudade

      Excluir
    2. Ah e me conte sobre esse negócio de relactação...

      Excluir

Comenta aí que a mamãe fica faceira! E volte sempre, a casa é sua! :-) Ou me mande um e-mail: emanoellew@gmail.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...