Páginas

terça-feira, 30 de outubro de 2012

As receitinhas do Joãozinho! Papinhas que até mamãe gosta

Tô de olho na cozinha!
Como anunciei no último post, trago hoje as receitas de papinhas que fazem sucesso aqui em casa. Apesar de que tudo o que cabe na colherinha e vai pra boca do neném faz sucesso. Ele é bem gulosinho.

Era pra eu ter colocado antes, mas fazer comida toma tempo. Dar papinha então... a gente fica o dia todo amarrada (no bom sentido). Foi bom esperar, porque assim coloco a maioria das receitas que consegui fazer. Algumas eu adaptei bastante e a maioria faço no olhômetro, sem seguir tudo isso à risca, mas é bom ter uma referência né? São dicas da minha pediatra e da pediatra da minha querida amiga Juliana Nogueira, lá de Tibagi.

Vale ressaltar que nas duas primeiras semanas, durante o sexto mês, dei apenas suco. Aí então começamos com as papinhas de frutas e finalmente veio a refeição principal, o almoço, quando ele completou seis meses. Depois de três semanas de almoço é que introduzi o jantar. Isso porque ele continua firme no peito e não toma leite.

Ah e ele continua mamando durante o dia, quantas vezes quer. Normalmente mama umas três vezes, entre as refeições, quando tá com soninho ou pra fazer cocô (o leite ajuda no funcionamento do intestino). Por conta da redução no estímulo, meu leite também diminuiu bastante. Nos primeiros dias espirrava pra todo lado, agora deu uma murchada legal. Mas ainda tem bastante para as mamadas da madrugada.

Nas primeiras papas salgadas, eu cozinhava a carne junto com os demais ingredientes e depois retirava os pedaços, de modo que João tomava apenas o caldo da carne. Agora já come tudo.

Os especialistas dizem que é importante servir a comida amassada, com pedacinhos, para incentivar a mastigação. Mas tem bebê que faz bastante ânsia, então cada caso é um caso e acho que a mãe é quem tem que saber o melhor né? João não consegue comer o famoso boi ralado, a carne moída, por exemplo. Os pedacinhos engasgam na garganta. Eu mesma tentei engolir e não consegui. Por isso sempre trituro a carne no master e depois misturo aos legumes para amassar. O indicado é passar por uma peneira, mas triturada a carne não achei necessário.

Outra coisa que às vezes faço diferente é o modo de cozinhar. Nas receitas abaixo, a indicação é por cozinhar carne e legumes em panela normal ou de ferro. Eu muitas vezes faço na panela de pressão, que é mais rápido e fica bom também. Depois congelo em porções do tamanho das de potinho de mercado, menos de 120 gramas. João às vezes quer mais, então, no geral, ele come umas quatro colheres de sopa cheias da papinha (sem caldo) em cada refeição. E não dá pra ceder muito senão fica com sobrepeso e ninguém aqui quer um bebê com problema de saúde né?

Quando a gente sai passear, levo as frutas, um suquinho num copo fechado e o potinho congelado, de preferência na frasqueira térmica, e peço para aquecer no restaurante ou onde der. Em viagens de mais de um dia levo ainda a papinha industrializada, que eu acho com gosto de coisa artificial, mas ele adora. rara.

Quanto ao Mucilon, a pediatra disse que até pode ser oferecido, mas como o leite ela recomenda só após o nono mês, pediu pra esperar. Ainda não dei sobremesas pra ele. Não achei necessário, pois as frutas são bem docinhas. Tanto que até mamãe aqui aprendeu a comer mais frutas, mais legumes e não é raro flagrá-la dando umas lambiscadas na papinha do bebê. :-O Os sucos então... hummmm.

Essa carninha moída aí é que ele não conseguiu comer
Por isso cozinho em pedaços grandes e passo no triturador,
depois junto aos legumes para amassar

Recomendações da dotôra do nenê! 

Quando João Augusto fez seis meses, sua pediatra, dra. Tiyoco, liberou as papinhas e de quebra me deu um cardápio impresso com receitinhas e tudo. Mais um ponto pra ela, que eu amo já desde que conheci. Vamos às orientações?

- Seio materno exclusivo até o sexto mês. Eu comecei com suquinhos e frutas duas semanas antes, com autorização da doutora.
1. Usar colher, prato e copo para melhor higienização. Ela prefere dispensar mamadeiras e mesmo a água que eu ofereci numa chuquinha, João não consegue tomar, não aprendeu a sugar. Vai no copo mesmo.
2. Iniciar com alimentos amassados com garfo e peneirados - até o nono mês. Eu não passo na peneira, mas não conta pra Dra. Tá?
3. Introduzir os alimentos um de cada vez para observar possíveis reações alérgicas por dois a quatro dias.
4. Observar com atenção se: leite de vaca, trigo, clara de ovo, milho e tomate provocam alergias. O ideal é aguardar até o nono mês de vida para ofertar estes alimentos.
Felizmente João não teve reação a nada até agora e confesso que alguns apresentei de uma só vez, como cenoura, abobrinha e batatinha numa papinha só. Nem tudo eu sigo ao pé da letra, ririri. 

SUCOS: começar com pequena quantidade, cerca de 10 ml, e aumentar gradativamente.
Melão Real (aquele que vem numa redinha)
Melancia
Manga
Laranja-Lima
João adora todas! E agora bato no liquidificador (obrigada por este presente tão útil Ju) várias frutas de uma vez, fica delicioso. A our concour é de maçã, melão e manga. Tenho sempre que fazer a mais, pra mim, kkkk. 

FRUTAS amassadinhas:
Banana (caturra que é mais molinha e doce)
Pêra
Mamão
Melão
Maçã, abacate, kiwi e demais frutas devem ser inseridas no cardápio após o nono mês, segundo a médica. Mas eu já dei maçã argentina (mais fácil de raspar) e abacate, sem problemas. Só observo se ele não está com intestino solto ou com prisão de ventre. Também já comeu pêssego.

Importante lembrar que bebês não podem comer mel, hein? Olha só: Mel pode conter a bactéria do botulismo. Outras restrições, por alguns pediatras, são com relação ao tomate e morango, por conta do nível alto de agroquímicos usados na produção, e fígado, que é o filtro do organismo, pra onde vão todos os hormônios injetados nos animais na produção em granja, conforme alerta da Dra. Tiyoco. Eu não fiz porque sinceramente não gosto do sabor.

PAPINHAS devem conter:
1. Carne de gado no início e depois do oitavo mês frango e peixe
2. Legumes: cenoura, batata, abobrinha, chuchu, vagem, beterraba etc.
3. Verduras: couve, almeirão, acelga, mostarda, radicchio, agrião etc.
4. Grãos: arroz, aveia, feijão, lentilha, trigo e milho (este no oitavo mês em diante).
5. Temperos: cebola, salsa, alho etc.
6. Óleo: canola, oliva, milho (1 colher de sopa). Só usei o de canola ainda
7. Sal em pequena quantidade (colheres das de café)
Também já usei macarrão e fubá em algumas combinações em que não adicionei os grãos. 

Arroz e legumes no caldinho de feijão

RECEITAS DA PEDIATRA:

Papa de carne, abobrinha e arroz
2 colheres de sopa de carne triturada. (Na receita original, ela indica carne moída, mas João faz ânsia por isso prefiro triturar pedaços de coxão duro, músculo ou outra carne sem gordura, depois de cozida, no master. Fica bem gostoso.)
1 colher de sobremesa de óleo de canola
1 colher de chá de cebola ralada
1/2 abobrinha pequena picada
1 colher de sopa de arroz cozido
1/2 colher de café de sal
Refogue a cebola no óleo e acrescente a carne em pedaços. Adicione abobrinha e água até cobrir a mistura. Quando ferver, junte o arroz e o sal. Cozinhe até a água secar e os ingredientes ficarem moles. Triture a carne e misture novamente à papa que deve ser servida amassada.
Outras sugestões: a abobrinha pode ser substituída por chuchu, vagem, quiabo ou brócolis.

Papa de batata, carne e almeirão
2 colheres de sopa de carne triturada
1 colher de sopa de óleo de canola 
1 colher de chá de cebola ralada
2 folhas de almeirão picadas
1 batata grande picada
1/2 colher de café de sal
Refogue a cebola no óleo e acrescente a carne em pedaços. Adicione batata e sal. Cozinhe em dois copos de água até ficar um caldo grosso e junte o almeirão. Cozinhe por mais cinco minutos. Triture a carne e misture novamente à papa que deve ser servida amassada.
Outras sugestões: o almeirão pode ser substituído por couve, espinafre, radicchio, escarola, agrião ou alface.

Papa de caldo de feijão, carne e abobrinha
Cozinhe a abobrinha picada em caldo de feijão com carne cozida e triturada e amasse.
*Mas eu, quando dou feijão, normalmente dispenso a carne e adiciono outros legumes.

Papa de músculo, macarrão e vagem
1 pedaço pequeno de músculo, cortado em cubos
1 colher de sopa de óleo de canola
1 colher de chá de cebola ralada
2 colheres de sopa de vagem picada
1/2 colher de café de sal
1 colher de sopa de macarrão conchinha
Refogue a cebola no óleo e acrescente a carne em pedaços e a vagem, acrescentando água o suficiente para cobrir a carne. Deixe cozinhar até a carne ficar macia. Se necessário, junte mais água. Tempere com sal, adicione o macarrão e cozinhe por cinco minutos ou até que fique bem cozido e com pouca água. Amasse.

Papa de arroz, cenoura e carne
1 colher de sopa de arroz cru e lavado
1 colher de sobremesa de óleo
1 colher de chá de cebola picada
1/2 cenoura grande ralada
1/2 colher de café de sal
2 colheres de sopa de carne moída ou triturada
Refogue a cebola, o arroz e acrescente a carne, a cenoura e o sal. Cubra com água e cozinhe até ficarem macios e com pouca água. Amasse.

Papa de carne, mandioca e abóbora (ainda não testei esta)
2 colheres de sopa de carne moída ou triturada
1 colher de sopa de óleo de canola
1 colher de chá de cebola ralada
1 colher de chá de mandioca picada
1/2 colher de café de sal
Refogue a cebola e acrescente a carne, com dois copos de água e mandioca picada. Deixe cozinhar por dez minutos e junte a abóbora. Cozinhe até que todos os ingredientes fiquem moles e com pouca água. Amasse.

Papa de carne e mandioquinha
1/2 bife de carne de boi picadinha
1 tomate pequeno, sem pele e sem sementes
1 colher de soá de repolho em tirinhas
1/2 colher de café de sal
1 colher de sobremesa de azeite
Cozinhe a carne e o tomate picado em fogo baixo e se necessário junte água até que a carne esteja cozida. Acrescente o repolho e o sal e cozinhe por mais cinco minutos. Desligue e coloque o azeite, misturando bem. Amasse com um garfo.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
Nutrição da Criança - Coordenação Jamal Wehba.
Crescendo com Saúde - Maria Luíza de Brito Ctenas e Márcia Regina Vitolo


*** --- ***

Pedro ficou fofuxo com as papas da mãe especialista, né Ju?

RECEITAS DA JU

Além das receitinhas da doutora, eu também fui pra cozinha com o que chamei de Tutorial de Papinhas da Ju! Sim, porque é praticamente um descritivo completo de como fazer papinhas que minha super amiga Juliana Nogueira me passou. Eu só pedi umas dicas e ela, querida demais da conta e profissional em tudo o que faz, me mandou um guia super exclusivo que compartilho, em partes, aqui, afinal, são orientações muito legais.

Ela se baseia muito no que a pediatra do Pedrinho recomendou: a dra. Denise, lá de Tibagi, que é super dedicada, comprometida e excelente médica.

"Dra. Denise recomendou as seguintes frutas: mamão, maçã, banana-maçã, pera, manga e abacate, além da laranja-lima. Depois de o Pedro experimentar todas individualmente, comecei a misturar e ele adorou.
Algumas eu faço em forma de purê, como a maçã e a manga. Descasco e pico em pedaços e coloco um pouquinho de água na panela, deixo cozinhar e depois bato no liquidificador. Coloco num potinho na geladeira e na hora da fruta eu misturo com as outras. A Dra Denise sugeriu colocar um pouco de açúcar mascavo no purê, mas acho desnecessário por causa do próprio doce das frutas.
As combinações podem ser das diversas formas, geralmente alterno um purê e uma fruta crua e uma fruta que solta e outra que prende o intestino. Quando tem um pouco só de uma fruta, misturo três tipos. Quando o tempo está frio, coloco uns 15 segundos a papinha pronta no microondas para quebrar um pouco o gelo. Ah, o abacate deve ser servido bem maduro, sem açúcar. Ate eu aprendi a comer assim, rs. (Eu também Ju! kkk)
Exemplos: mamão e banana; mamão e pera; mamão e purê de maçã; purê de maçã e abacate; purê de maçã e banana; purê de maçã e pera; manga e banana; manga e abacate; manga e pera; pera e banana; pêra e abacate...
Obs.: No purê de maçã, você pode cozinhar à parte algumas ameixas pretas, retirar os caroços e bater junto.
Ingredientes que devem compor a papinha para que ela fique saudável: (bem parecido com as recomendações da minha médica) 1 tipo de carne: gado, frango (50 gr). 1 legume: cenoura, abóbora (só não uso a moranga, acho que fica com gosto de doce), abobrinha, beterraba, batata-salsa, chuchu etc. 1 ou 2 verduras. 1 ou 2 tubérculos: batata, batata-doce, cará, inhame, mandioca etc. 1cereal: arroz integral, fubá, aveia.
Modo de fazer: Frite a carne em óleo ou azeite (eu uso de girassol), coloque um dente de alho e um pouco de cebola e por último adicione um tomate picado sem sementes e deixe refogar. Eu coloco às vezes 2, 3 coisas de cada, não tenho uma regra e sempre acrescento uma colher de aveia e outra de fubá. Preste atenção se for colocar o arroz integral e a beterraba, pois eles demoram para cozinhar. Tempero tudo com sálvia, orégano, salsinha e cebolinha desidratada (não tenho usado estes temperos ainda). Não precisa colocar sal, mas comecei a colocar uma pitada para quebrar o doce de alguns legumes.
Após a papa salgada, sempre dou o suco de laranja-lima no copo de transição e às vezes bato no liqui com cenoura (também gostei).
Rotina (faço assim também): atualmente sirvo no meio da manhã a papa de fruta e água, no almoço a papa salgada e suco de laranja, Noripurum 1 gota/kg (João toma Vitawin logo cedo), no meio da tarde papa de frutas e água e no jantar papa salgada e água, depois começo a jornada do leite, com 120 ml em cada mamada (João mama no peito umas três vezes na noite).
Após os seis meses, dá para acrescentar as leguminosas (feijão, ervilha, soja). Deve ser dado ½ ovo cozido duro duas vezes por semana. Eu cozinho, amasso com o garfo e misturo na papinha (ainda não fiz isso). Outras refeições para depois de maiorzinho: polenta molinha, couve e carne moída. Purê de batata ou abóbora com frango desfiado e brócolis. Quirera bem molinha, tomate e couve ou mostarda ou verduras da época mais carne moída. Feijão preto com o grão bem amassado com arroz integral, mais cenoura e uma verdura. No oitavo mês pode ser servido peixe bem cozido, macarrão cabelo de anjo com músculo bem cozido, beterraba e alface. 
Site recomendado pela Dra Denise: http://www.conversandocomopediatra.com.br
Importante: após as refeições, limpar a gengiva e língua com uma fraldinha molhada ou usar o dedal de silicone para higiene bucal. 
O Pedro ficou um gostosão depois que começou a comer estas papinhas, hehe! Recomendo! E ficou mesmo, Juuu! :-)

***---***

PAPINHAS NA REDE

Beterraba, carne, couve-flor e batata

E como toda mamãe conectada já sabe, a internet tem uma infinidaaaaaaade de receitas bem deliciosas. Eu recomendo estas 10 papinhas do site Bebê Abril (clique aqui). Já experimentei a de carne, beterraba, batata e couve-flor e a de carne, fubá, cenoura e couve. Ficaram saborosas.

Com estas dicas já dá pra começar um cardápio super nutritivo e natural para o bebê, mas na minha opinião o que realmente vale é a criatividade da cozinheira, que pode combinar uma infinidade de sabores disponíveis de Norte a Sul do Brasil em hortaliças, frutas, carnes e comidinhas.

Ah, e o principal: muito amor (não o sazón, amor de verdade mesmo), paciência e dedicação, porque são horas e horas à disposição de um serzinho faminto e que adora brincar com comida. Ou seja... vai ter muita papa voando pela casa e sujando a roupinha mais lindinha, mesmo com babeiro.

Cenoura, carne, couve e fubá

Para encerrar, um vídeo inspirador que meu filho adora. Patati Patatá em "Come pra mamãe ficar feliz"! :-)



E você já foi pra cozinha fazer papa? Como são as comidinhas aí na sua casa? Se quiser deixar a receitinha, mamãe agradece! :-)

Beijos de um bebê lambuzado de comida pra você!

19 comentários:

  1. Muito educativo o post, Manu, espero q ajude outras mães! Como vc disse, o importante é fazer tudo com amor e mostrar sempre um rosto feliz na hora de servir nossos bebês, pois quanto mais alegria demonstramos, mais eles comem bem!;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade Ju... tem que fazer aviãozinho, trenzinho, bicicletinha e o veículo que for pra que eles achem graça e comam bem gostoso! Obrigada pelas dicas, amiga, e até pelo liqui que tá fazendo sucos deliciosos aqui. :-)

      Excluir
  2. Susieme G. de Quadros30 de outubro de 2012 20:22

    Oi Emanuelle.. então adorei as dicas das papinhas, com o tempo é ótimo ter outras idéias... o Pediatra do Pedro Guilherme, orientou q somente depois dos 6 meses completos iniciasse com frutas, sucos, e as papinhas salgadas e tudo junto sem começar com frutas e sucos antes, o Pedro gostou mais das papinhas salgadas, agora começou a comer melhor as frutinhas... outra dica boa é fazer na panela de ferro, ja que a partir do 6 meses a produção natural diminui... ele tbém toma o noripurum... como vc disse como toma tempo essas papinhas, mas é muito gratficante qdo eles comem tudinho né.... fico muito feliz...
    Acredito q agora no 7º mês vamos começar com caldinho de feijão, arroz, macarrão etc.. ja q por enqto estamos só nas frutas,verduras e legumes com o caldinho da carne tbém.... eu passo na peneira e ficam uns pedacinhos maiorzinhos q não enjoam ele na hora de comer, achei q foi bom... Parabéns pelo blog muito bom poder trocar experiências ja que nossos babys tem a mesma idade... abçs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Susiiii. Obrigada pelas dicas menina. Até adicionei ali no texto pra servir como registro e não passar batido. Parabéns pela dedicação aí também. Pedrão agradece! :-)
      Um beijo!

      Excluir
  3. A minha só começou a aceitar as papinhas com quase um ano,até lá foi quase só peito e frutinha amassada,p/ viagem o mucilon pronto p/ beber,as papinhas industrializadas ela não gostou fez ânsia...ela adorava sopinha de peixe,era a preferida dela,quanto ao figado eu não dava,foi uma recomendação do pediatra dela,evitar que ela consumisse figado pelo menos até os 2 anos,então não dei e não fez falta,ela nunca teve problemas de falta de ferro,hoje ela adora feijão com linguiça,arroz e farinha.
    bjs
    #amigacomenta

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que missão hein? Mas que bom que vc conseguiu driblar a dificuldade né? Peixe ainda não ofereci pro João, mas se ele puxar ao pai, vai adorar também. Quanto ao fígado, não dei e sinceramente não quero dar ainda pq eu detesto o cheiro daquilo, rererere. E como ele toma o Vitawin, ferro não vai faltar né? Beijo Silmaaaa! Volte sempre.

      Excluir
  4. Olá Emanuele adorei sua receitas vou testar....... Vc não da mais o mama de dia? So a noite? Eu as vezes fico em dúvida com relação a isto.... Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu esqueci de falar disso né? Até voltei lá pra acrescentar. Dou mamá de dia sim... Todas as vezes que ele pede. Acho que normalmente umas três vezes por dia. Além da noite. Ele mata a sede no peito.

      Excluir
  5. Ai Maniu, adorei tudooo....daqui uns dias Valentina entra nessa fase,acho que nao vou precisar levá-la na nutricionista depois de ler esse teu texto hahaha. Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isa... vai na nutricionista sim, menina... rererere. Não se baseie muito por mim, pq cada criança reage de um jeito né? Siga lá o que o teu médico indicar também :-) Depois venha nos contar. Ah e de uma olhada nos comentários no blog que tem um monte de novas dicas... Beijoca

      Excluir
  6. Oi manu é a meriely lembra de mim?
    Exclui meu face, por isso to sumida.
    Me add no msn pra eu te mandar um arquivo de muuuitas papinhas doces, salgadas, e suquinhos de todos os tipos.
    Memeq_10@hotmail.com
    Saudades de você, to mt feliz q vc esteja se dando bem com essa fase, graças a Deus a Raquelzinha não me deu trabalho pra comer, no começo deu trabalho pra tomar água e suco, mas foi uma fase q passou bem rapido. Ela ta linda, enorme, gostosa, e graças a Deus, faltam nascer somente 4 dentinhos apenas. Ufa!!!
    Beijocas, te espero no meu msn...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lembro sim Meri!!! Que bom ver você aqui de novo. Vou te adicionar sim. O meu é emanoellew@hot... Só que raramente entro lá pq se entro não dou conta de responder todo mundo que me chama, porque João chama mais que todo mundo, rerere. Por isso normalmente prefiro comunicar por e-mails. Me manda no emanoellew@gmail. A Raquelzinha deve estar com um sorriso lindo demais. :-) cheia de dentinhos. Que amor. Beijooooo

      Excluir
  7. Que delícia, Manu!
    Quanto capricho!
    Adorei!
    Beijos
    Chris
    http://inventandocomamamae.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Nossa, olha, confesso que até me deu água na boca e muitas saudades da época que Juju comia papinha!! rsrsrrs
    Adorei!
    Bjs
    #amigacomenta

    ResponderExcluir
  9. Manu, meu bebê está com 5 meses e meio e estamos na fase d ecomeçar os suquinhos e as papas de frutas. Estava meio insegura com as papas salgadas e as combinações de frutas, então amei o seu post - é super educativo e vai me ajudar muito! Valeu mesmo! Beijos Flávia #amigacomenta

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. comecei com as papinhas agora no 5mes apenas batinha caldinho de feijão inhame bem amassadinhos ele adora...agora vou experimentar estar receitas so to meia assim com a acarne sera q tem como bater no liquidificador?

      Excluir
  10. Lembro desta fase das papinhas como uma coisa muita gostosa!
    Dá trabalho sim mas, era um barato ver a carinha dos pequenos experimentando novos sabores e texturas, descobrindo oq eles gostavam mais, oq não gostavam...
    Observar eles crescendo é tudibom, né?

    Bjo!

    Loreta #amigacomenta;)
    @bagagemdemae

    ResponderExcluir
  11. Fico muito feliz por seu filho gostar tanto das papinhas. Joaquim nunca curtiu, mas eu tb não sou boa de fogão rs. Amei as receitinhas.
    Bjs
    Fabi - Mulher e Mãe
    #amigacomenta

    ResponderExcluir
  12. Adorei, Manu. Nina passou por essa fase com tudo feito em casa e hj é uma menina que come bem... sou conhecida como mãe linha dura por causa disso (não deixar doces e outras bobagens), mas prefiro o apelido a vê-la comendo coisas que não agregam no desenvolvimento dela.
    Vou passar seu post pra umas amigas que estão com bebês menores na fan page do blog!
    beijos!
    Carol
    Nina Ensina
    #amigacomenta

    ResponderExcluir

Comenta aí que a mamãe fica faceira! E volte sempre, a casa é sua! :-) Ou me mande um e-mail: emanoellew@gmail.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...