Páginas

sábado, 3 de agosto de 2013

Pequeno Glossário do João

Tagarela da mãe

João Augusto  produz frases curtas do tipo "mamãe papato papai". Isso quer dizer que a mamãe mandou ele entregar o sapato pro papai. "Au-au xixi" e o dedinho apontado pro tapete, para dedurar a xixizadinha do Leleco na sala.

Além de ser super engraçadinho falando, é bom saber que ele se esforça para imitar todos os sons que produzimos, inclusive com interjeições. Ele também geme o tempo todo, mais uma característica que herdou do papai.

Nosso filho tchutchuco já fala um montão de coisas, por isso, montei o Pequeno Glossário do João Augusto:

Ab: Abre
Aiu: Caiu
Aô: Alô
Áua: Água
Au-Au: Cachorro
Babau: Acabou
Bigo: Umbigo
Bó: Bola
Cejai: Cézar, do Mercadinho
Dati: Quente
Line: Aline, vizinha
Mamãe: Eu! 
Mani: Meu
Mei: Meia
Nana: Banana
Não: sua palavra preferida
Nenê: Ele
Ooool: Gol
Papá: Rango
Papai: Papi
Papato: Sapato
Popó: Aquela, a linda, a maravilhosaaaaa... Galinha Pintadinha
Tá: Tá
Táu: Tchau 
Têish: Três (ele conta repetidas vezes apenas o três)
Tênish: Tênis
Tom-tom: Cavalo
Uo-uó: vovó
Xixi: Xixi


Tom-tom que faz "irriiiiii"
Ele também reconhece e imita os animais com um "muuuu" pra vaca, "au-au" pro cachorrinho, "raaau" pro leão, "rááá" pra gralha e "irriiiiii" pro cavalo, o mais difícil na minha opinião (eu não sei fazer direito, rere).

Sei que daqui até os dois anos ele vai aprender ainda muitas palavrinhas e quem sabe seja falador tanto quanto o priminho Mateus, que tem um vocabulário extenso desde pequenucho. Mas, cada criança é diferente no quesito fala. Aos dois anos, umas são bem diferentes das outras e, pelo que parece, eles articulam muito mais ideias do que são capazes de pronunciar na fala.

O legal é conseguir interpretar um pouquinho de tudo o que ele diz, pois na convivência diária é possível prever suas vontades. Vou tentando sempre repetir as palavras com clareza, falando devagar, para que ele possa entender também. Às vezes me pego erguendo o volume da voz nessa hora, como se falando mais alto ele fosse entender melhor, rarara. Ele arregala os olhos.

De todo modo, todo dia procuro ensinar o significado de uma nova palavra, apontando para o objeto. A de hoje foi cotovelo. E vale lembrar as dicas dos especialistas né (daqui ó):
que todo o aprendizado da criança se baseia na repetição e na imitação dos adultos. Falar corretamente com a criança, sem os vícios comuns da fala infantil, é um ótimo modo de ensinar a criança a falar corretamente desde cedo.
Outra coisa super legal para incentivar a fala é a leitura. Ler para eles ajuda na compreensão das palavras, dos fonemas e até na entonação de voz. Fazemos isso desde sempre e Joãozinho tem uma bibliotequinha razoável já. Os DVDs com contação de historinhas também ajudam, mas nosso pequeno não presta muita atenção. Prefere os musicais.


Dica do Dia

E já que o assunto é leitura, que tal esta mesinha de leitura e atividades? A Mirian Vesce, minha querida, mandou (faz tempinho já) esta foto. Não sei a origem dela, mas estou reproduzindo mesmo assim. Olha que ideia boa de como reaproveitar o berço depois que eles crescem.



Fica o registro então, pessoal. E seu bebê, falou desde cedo? Conta aí.
Beijocas.
Fala, neném

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comenta aí que a mamãe fica faceira! E volte sempre, a casa é sua! :-) Ou me mande um e-mail: emanoellew@gmail.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...