Páginas

terça-feira, 30 de abril de 2013

Um ano e um mês: tanta teimosia é normal?


Eu que mando aqui!
Preciso de ajuda das mamães e dos papais experientes! Joãozinho é teimoso, mas preciso saber se é teimoso demais, por personalidade, ou se apenas está agindo de acordo com a idade. Comparem com seus filhos e me digam... João é relutante, indisciplinado e opiniático mesmo, ou é assim que a maioria das crianças é?

Funciona mais ou menos deste jeito: ele insiste em mexer todos os dias em todos os objetos que eu persevero em dizer que ele não pode. Sinto-me uma pessoa completamente sem autoridade. #eagorajosé. Ele simplesmente ignora solenemente meus avisos de "nããããão" e enfia o dedinho no aparelho do home pra ver sair o DVD lá de dentro. Desde que tinha uns seis meses ele faz isso o tempo todo, não cansa nunca. Ele abre a trava do armário da cozinha e continua a colocar a mão no saleiro, destrói papel higiênico (quando esqueço de guardar lá no alto) e retira todas as suas roupinhas das gavetas, entre outras coisas, todos os dias, às vezes várias vezes no mesmo dia.

Todas essas ações são proibidas desde sempre. Eu digo que não pode e retiro ele do local, tento distraí-lo com outra atividade. Mas ele volta. E agora descobriu que tem água e uma cestinha com aquela pastilha de cheirinho dentro do vaso sanitário. Acuda!

Ele faz de conta que não me ouve dizer não. Ou até demonstra que ouviu, girando a cabecinha para os lados e agitando o dedinho indicador para repetir "não-não" mas faz o que quer fazer mesmo assim. Será que eu que não tenho talento para fazê-lo identificar meu comando? Minha deusa interior anda cansada de bufar comigo e meu inconsciente já desistiu e foi morar atrás do sofá definitivamente. #50tonsdemanu. kkkk.

Outro dia levei o balde com um pouquinho de água e produto para limpar o tapete da sala. Fiquei atenta, claro, porque balde é um perigo e criancinhas podem se afogar, mas ali era bem pouquinha água mesmo. Desde que me ajoelhei ao lado do balde, disse que ele não podia tocar. Ficou sentadinho me observando e na minha primeira distração, empurrou balde com água e tudo sobre o tapete. Sabe quando parece que faz de propósito? Então... 

Acho que ele está testando seus (e meus) limites. Só queria entender porque não brinca com um dos dezenas de brinquedos que estão espalhados pela casa? Por quê as gavetas da mamãe? Por quê? Por quê? Por que, meldéus

Tá bom, tá bom... Joãozinho é um menino muito espertinho, danadinho e perfeitamente normalzinho pra sua idade né? Eu já sabia que vocês iam me dizer isso, mas quis fazer drama mesmo assim. rerere. #prontopassou


Meu lindo

Aquele toquinho de criança, com um ano e um mês de idade, agora consegue andar com destreza e também tem aprendido muita peraltice nos últimos dias. Faz piu-piu abrindo e fechando as mãozinhas; ergue os bracinhos e vira as mãozinhas pra dizer "babau"; pega o celular e me entrega com uma inflexão na voz que diz algo como "põe musiquinha pra mim" e faz a cara mais feliz do mundo quando obedeço. 

Outro modo de pedir alguma coisa, é com respiração de cachorrinho: aponta para o objeto de seu desejo e funga, fazendo beicinho. Sempre que alcanço o que ele quer, aproveito para falar e repetir o nome das coisas. Espero que a respiração de cachorrinho seja substituída logo por palavras de verdade.

Deu de sentir ciúmes agora. Recebi a visita da minha mãe, cunhadas e sobrinhos e Joãozinho fez respiração de cachorrinho, chorou e até tentou agarrar o braço do priminho Dudu quando o peguei no colo.

Acho que ele tem razão em ter ciúmes do priminho Eduardo. Olha que fofura!!!

Que tem medo da televisão? Televisão? Televisão?

E quando eu pensava que ele não se ligava em TV, surpreendi-me ao notar que ele apontou para a tela, estalou a língua e mexeu os dedinhos para chamar cachorrinho. Tava passando uma reportagem sobre abrigos de cães. Achei lindo de viver mas também fiquei preocupada. 

Já li muito sobre a importância de monitorar a TV e até mesmo de não expor nossos baixinhos à tela antes dos dois anos, abomino a ideia da exposição constante das crianças e quando estamos sozinhos ele assiste pouquinho, por tempo limitado, coisas como a Galinha, o Patati, Cocoricó e agora o Baby Einstein... 

Mas o papai adoooora assistir filmes e nem sempre a gente escolhe (admito) a programação pensando na presença do João. Tá na hora de começar a evitar novelas, telejornais e alguns filmes por aqui né? Se ele reconhece um cachorrinho, logo reconhecerá sangue, tiro, explosão e xingamentos.

Festa e alegria com o vovô Valdemar
Bagunça na certa entre os priminhos

Novidades

Nosso pimpolhinho também incluiu novas palavras ao seu vocabulário bebezístico e parece entender muito mais quando a gente fala. Além de "babau" e dos outros vocábulos que já citei em post anterior, agora ele diz "paxiá" para passear e repete algo como "pug, pug, pug" enfiando o dedinho no umbigo - é muito fofo. Isso porque eu tenho mania de dizer "umbigo-bigo-bigo" brincando com ele. Não pode ver o garoto que trabalha no mercadinho aqui de perto que logo grita "xezááá" para chamá-lo. Cézar adora ele.

Aponta a mãozinha para o próprio peito quando pergunto "cadê o príncipe da mamãe" e voltou a dar piscadelas sedutoras. Também reaprendeu a mostrar a língua.

Fica choramingando quando as visitas vão embora, acenando um tchauzinho com tristeza, e se atendo alguém ao portão conversando pela janela, me puxa pela calça até erguê-lo para ver quem é. Curioso que só. Adora ouvir as pessoas ao telefone.

Na hora das refeições, a novidade é que quer comer sozinho. Pega a colherinha, vira pra si e acerta o nariz, o queixo e finalmente enfia lá na goela. Tá aprendendo e adora a bagunça que faz, embora ainda esteja preguiçoso para mastigar os alimentos. 

Levamos ele ao parquinho do clube, numa tarde dessas, e qual foi a alegria desse piá! Claro que tentou comer areia várias vezes, mas curtiu os brinquedinhos com bastante energia. Foi bem bacana.

Enfim... Joãozinho está em plena atividade física e cerebral, aprendendo sem parar, imitando tudo o que fazemos e ficando cada vez mais dono de si. Felizmente é um menino forte e saudável, embora esteja com o nariz escorrendo pela primeira vez. Desconfiamos que seja uma reação alérgica a esta secura do tempo. Precisamos de chuva. (Cadê a Argentina numa hora dessas? Quando a gente quer sol, ela fica mandando frente fria pra cá né? ara ara!)


Vacinas

Estou na obrigação de fazer um alerta aqui. Levei João para receber as vacinas de um ano e entre elas ele tomou a da Febre Amarela, que estava em atraso. Na semana seguinte, iniciou a campanha de vacinação contra a Gripe e lá fomos nós para a picadinha salvadora. Mas nenhuma das "queridas" enfermeiras do postinho teve a capacidade de perceber que ele tomaria, em menos de 20 dias, a segunda vacina com vírus vivo. Por conta disso, as vacinas da Febre e da Gripe estão sem efeito. Eu já tinha lido sobre isso em algum lugar, mas não registrei a informação.

Só fui me dar conta do erro graças à perspicácia da minha amiga Karine, que me lembrou: não se pode ofertar duas vacinas com vírus vivo sem intervalo de no mínimo 20 dias entre uma e outra. Doutora Tiyoco confirmou. Agora vamos esperar o tempo correr e reaplicar, uma de cada vez.

Colinho da vovó Raquel

Registro importante

Tia Manô e Mimi - ameeeei!
Depois de um ano de muitas promessas, finalmente tia Mimi veio visitar o João. Foi uma tarde maravilhosa, na companhia da tia Manoelita, uma pessoa iluminada. Obrigada pela surpresa minhas queridas. Prometi que ia colocar aqui e aqui está! Amo vocês.

Também vieram nos visitar meu sobrinho Luiz Henrique e sua mamis, Adri. Passamos o dia no shopping, comendo porcaria, brincando no parque e batendo perninhas. Foi tudo de bom. Amei o dia e Joãozinho se diverte muito na companhia do primo. 



Dia de shopping e parque com o priminho

Nesses dias tivemos também a festinha de um ano da Isabela, a doce e linda amiguinha do João, filha da Karine. Amei tudo: tema, lugar, comida, decoração, brinquedos e principalmente ter sido convidada. rerere. Obrigada Kazinha. Vocês são demais. Parabéns pequena Belinha, Deus abençoe sempre.


Com a aniversariante!


Dica do Dia

Olha essa matéria da Info Exame, que legal: Jornalista cria site que reconta notícias do mundo para crianças

Visitei o site, que é produto de uma pesquisa científica, e aprovei. Achei excelente a ideia dela e muito bom o conceito todo. Joãozinho, quando você estiver lendo este post, não deixe de visitar o http://recontando.com/ tá?


Té loguinho

Por hoje, moçada, é isto! Agradeço muito sua visita e de modo especial a todas as pessoas que deixam recadinhos pra gente. Fico tão feliz. Sempre respondo todos. Às vezes demoro, mas respondo. Estou imensamente alegre por saber que meu bloguinho já teve mais de 40 mil acessos. Nunca esperei tanto. Obrigada mais uma vez e beijocas! Sintam-se em casa.


Visitando o papai no trabalho


No fliper do shopping com o Hike

Com o priminho Luiz Henrique

Dia de parquinho


Mamãe adoooora balanço

E tem medo do gira-gira

Anoitecendo


Mateuzinho lindo
Mimi

Tia Manô e Mima 

Mostrando a língua com vovô Valdemar

Na festinha da Isabela

Achou a fonte das pedrinhas que ele tanto ama

E a aniversariante também gostou



segunda-feira, 29 de abril de 2013

Os primeiros passinhos


Quem tem um bebê em casa nem precisa fazer esporte radical pra viver uma nova emoção a cada dia, concorda? Tenho lembranças vivas da minha alegria com seus primeiros sorrisos; da vontade de gritar por tanta fofurisse quando finalmente mordeu o pezinho; da sensação de conquista do Everest quando ficou sentadinho sem apoio; da expectativa e depois euforia pelo primeiro dentinho e da torcida para que saísse do lugar quando ainda tentava rastejar. Agora vamos esquecer tudo isso porque nada se compara à sensação de "uhuuuuuuuuuul" que senti quando enfim meu João resolveu levantar as mãos e dar passinhos firmes em minha direção - sem se apoiar a nada.

Foram pelo menos uns dois meses de treino, primeiro firmando as perninhas, depois dando passinhos de mãos dadas, arrastando cadeira até que no dia 16 de abril, com um ano e 14 dias, meu tiquinho de gente criou coragem e andou!
Olha ele soltinho aqui, na festa da amiguinha Isabela

Joãozinho nem tava pisando na lua ainda, mas pra mim o momento era tão importante que até merecia uma declamação solene da célebre frase do astronauta... "Um pequeno passo para o homem, um salto gigantesco para a humanidade". uahauhau. Tudo bem, exagero meu. kkk.

Pulei, portanto, esse parte e corri pegar a câmera - que dúvida? Aí, a própria câmera serviu de estímulo pro meu baixinho engatar a primeira e sair atrás dela, para meu deleite. Foram passinhos bambos, com aquele jeitinho lindo que os bebês têm de erguer os braços e sair trôpegos rumo ao seu troféu, jogando o corpinho todo para frente para cair no nosso colo antes mesmo de terminar o percurso.

É um momento muito especial, pois a partir de então Joãozinho pôde começar a descobrir o mundo de um jeito diferente, em pé, na vertical, sem que precise estar agarrado a alguém. Foram os primeiros passos de uma longa jornada, um caminho imenso que vem pela frente. Estou muito orgulhosa de você, meu amor!

Depois desse dia, João assustou-se com algumas quedinhas e até com a empolgação com que o recebemos a cada caminhadinha e ficou um pouco ressabiado. Aos poucos foi se soltando, explorando a casa com apoio nas paredes e móveis e eu vibrando por dentro como se ele tivesse apostando corrida com o jamaicano Usain Bolt. Agora, 15 dias depois, já está toooodo-todo, um verdadeiro andarilho, meu caminhante preferido já sabe gastar sola de sapato. Gosta tanto de andar, que não quer mais dormir de dia, pra sair batendo perninha por aí. Uma gostosura.


Bem, queridocas e queridocos, já perceberam que estou super feliz né? Façam parte disso também, deixando um recadinho de estímulo pro nosso mini-Forrest-Gump, prometo ler pra ele. :-) E contem-me também o que foi que vocês sentiram quando viram seus pimpolhos trocarem os primeiros passinhos. Beijos a todos.


Dica do dia



Já que estamos em clima de "caminhadas infantis", que tal este comercial de água super divertido que traz bebês dançantes? Achei demais! É da mesma marca que já fez o comercial com os bebês de roller, que eu postei aqui no blog. Tem uma matéria que apresenta as informações técnicas do vídeo e da campanha aqui ó: Nova campanha da água Evian volta com os bebês dançarinos.


sábado, 13 de abril de 2013

E mamadeira, vamos tentar?

Safadinho di mamã

Na última consulta mensal com a pediatra, ela o aguardava com um presente. Abrimos a embalagem e lá estava um livro musical, interativo, da Galinha Pintadinha. Doutora Tiyoco mais uma vez acertou com nosso bebê. Achei de uma delicadeza enorme o gesto e fiquei até sem jeito. Que amor!

Fomos então ao que interessava. Temos aqui um bebê de um ano, que não precisa mais vir todos os meses ao consultório, que não deve mais ser alimentado com papinha específica, que está prestes a andar e a falar, mas que ainda mama no peito várias vezes durante a noite*. Começamos bem, hein? kkk

Acha que eu tenho coragem de falar isso pra doutora? Nem conto mais que o Joãozinho ainda acorda de noite porque já faz uns seis meses que reclamei disso e ela me falou o que todo mundo sabe: "você deu manha pra ele". #toma! kkkk . Mas o João pai foi junto nesta consulta e resolveu me entregar. Diz ele:

- Doutora, a única coisa que ainda fico preocupado é que o João quer passar a noite toda mamando. A Manu fica exausta!

Bem assim, minha gente... ele me entregou na lata. Vermelhei no ato e dei uma disfarçada, tentando amenizar:

- Nem tanto, amor. Ele só dormiu mal naquelas noites que teve a virose. Mas agora até que dorme bem.

Ahan... Só acorda de três a oito vezes... Susse. Ela obviamente viu minha tentativa de me livrar do sermão e deu uma risadinha, completada com a singela frase:

- Isso é bem comum com o primeiro filho. 

Auhauhauahua. #tomadenovo! Eu aproveitei a deixa pra largar uma brincadeirinha do tipo "o próximo vem sozinho pro consultório" e acabar com a conversa ali mesmo.

Mas não contente, meu marido ainda perguntou pra doutora se podemos dar mamadeira pro pequeno, na intenção de que "melhor" alimentado capote às 10 e só acorde de manhã. Ela advertiu que não vai adiantar, mas indicou Ninho +1 ou Aptamil para ele beber, se a gente quiser tentar a mamadeira. Na hora, ocupada em me livrar do assunto, não questionei se poderia ser leite de vaca, do comum, mesmo. Mas acho que é só porque João pediu a indicação do leite em pó. Não penso que ela seja contra. Será que é?

Do blog Memezinho da Mamãe

Passado o momento #tomamanu da consulta, fomos ao peso e medida. João engordou, viva! Quase meio quilo. E cresceu também, mas não deu pra medir porque ele estava super agitado e não ficou paradinho na hora do metro. Tá tudo bem com ele e a recomendação é por continuar tomando a Vitawin 2. Doutora advertiu que daqui em diante ele não deverá engordar tanto, que pode até perder peso porque a fase é de muita agitação e que vai ficar mais comprido. Lembrou que ele logo entra na fase de não querer comer e que não é pra ficarmos muito preocupados. Ainda alertou sobre as vacinas, que foram devidamente aplicadas nesta semana e me liberou de fazer papinha.

Essa é a parte que mais tô estranhando. Dar da nossa comida pra ele... Acostumei a fazer a dele separadinha e agora não precisa mais. Ele não está muito contente, pra falar a verdade. Tem preguiça de mastigar e mesmo quando dou a comida bem amassada, ainda dá mais trabalho que as sopinhas que eram mais molinhas. Mas tá indo. Tem dias que não quer e pronto.

Quanto à mamadeira... bem, fiz duas tentativas com o Ninho. Ele cospe, faz careta e fica mordendo o bico de borracha, mas não engole uma gota sequer. Dei no copinho e ele jogou longe. Acabei eu tomando o leite, que é uma delícia né? kkkk.

Cada vez mais apegado com o papai

Nosso bebezão vem dando uns passinhos sem se segurar. Mas ele fica tão eufórico quando a gente tenta ensiná-lo a andar que se joga nos meus braços, se solta antes do tempo e tá difícil... A notícia boa é que ele já anda segurando só com uma mãozinha na gente. O equilíbrio está aumentando.

Continua tagarelando bastante e agora está com mania de dizer "tá", entregando qualquer objeto que esteja em sua mão. Ou quando converso com ele, explicando alguma atividade, e termino dizendo "tá bom, filho?", ele responde "tá". Tão bonitinho.

Quando estou alimentando e pergunto se quer mais, balança a cabecinha pros lados e diz "papá tá", o que quer dizer que chega. Só não chega a bagunça com a comida. Tira da boca e amassa, joga no chão, passa na roupa e no cabelo. Uma beleza. Outra novidade são os beijos babados que ele insiste e me dar na boca. Sei que não pode, por causa de doenças, inclusive cárie, mas como resistir?

A fase é de alegria imensa com os novos brinquedos, mas continua apaixonado pelo ralo do banheiro, pela gaveta da pia, por minhas escovas de cabelo, pelo botão de desligar o computador, pela gavetinha do DVD, pelos controles remotos e celulares e agora pelo saleiro.

Ele abre a trava que João colocou na porta, com a boca, e pega o saleiro, enfia a mão dentro e faz a maior bagunça. Pior foi o dia que ele tirou o óleo de lá e espalhou pelo chão junto com o sal. Praticamente temperou o chão da cozinha e depois ficou com uma sede sem fim. Ah, ele aprendeu a tomar água, porque estou limitando um pouco o mamá durante o dia. A intenção é prepará-lo pra viver sem mim durante o dia pra quando ele voltar pra escolinha.

Estou doida pra voltar a trabalhar fora. Toda vez que esfrego uma camisa do marido no tanque (não adianta só colocar na máquina, tem a maledeta mancha do desodorante) lembro dos muitos anos que passei estudando, fazendo curso, pós-graduações e batalhando nas oportunidades que tive de construir uma carreira... Cuidar da casa e da comida até que vai. Mas lavar roupa na mão me irrita num grau... Sem falar que tenho alergia aos produtos de limpeza e minhas mãos ficam cheias de feridas. Sei que tenho que ser grata pelo privilégio de estar em casa até agora com meu filhinho, mas não preciso adorar tudo também. Posso reclamar um pouquinho de vez em quando? Não vai achar que tô me fazendo de coitada né? auhauhau. #desabafei

Voltando ao assunto principal... Joãozinho sabe quando tá fazendo o que não deve, mas insiste em fazer. E eu ando meio cansada de dizer não o tempo todo. Na maioria das vezes, digo não e já levo ele pra outro lugar porque com certeza ele vai repetir o feito e me olhar, com carinha de provocação. Aí corro o sério risco de encher ele de beijinhos e estragar sua educação.

Adora interagir com outras crianças. Aqui o lindo Bernardo
Para eu tomar banho, antes ele ficava mexendo no armarinho da pia, agora ele quer porque quer abrir o box do banheiro e passar a mãozinha no chão molhado. Aí inventei de fazer água pingar na mão dele. Pra quê?! Passo meu banho todo tentando colocar o João pro lado de fora do box. #tomamais!

A parte muito boa é que ele sabe dormir sozinho durante o dia, no carrinho, vendo Patati Patatá ou Galinha Pintadinha. É só colocar ele de barriga cheia e no horário certo que pimba! Uma hora e meia de sonequinha garantida de manhã e à tarde.

Com a priminha Sophia, lindona
Em compensação, para dormir à noite, é um jiu-jitsu! Ele me amassa toda, quer mamar nos dois peitos duma vez só, fica em pé na cama e se agacha sobre mim pra mamar, me bate, me puxa os cabelos, escala a cabeceira da cama pra pegar controle e celular e vai teeeeempo lutando contra o sono. No fundo, custo a crer, mas acho que ele não quer dormir antes do papai chegar do cursinho. E ele só chega às 11!

E tudo isso faz parte do aprendizado do meu bonequinho que ama se sujar todo e que sabe virar a cabecinha de lado, bem na cara da gente, pra chamar a atenção com um dengo. Ele gosta de interagir com outras crianças e faz a maior bagunça quando a gente recebe visita.

A nova etapa, de um bebê bem mais independente, promete muitas emoções. Mas é muito bom olhar para trás e ver quanta coisa ele já aprendeu. Seguimos, portanto, apaixonados!

Abaixo fotos do João que foram publicadas no jornal Página Um, Jornal da Manhã e Diário dos Campos, em relação ao seu aniversário! Cortesia dos meus queridos colegas que trabalham nestes veículos. Amei! Obrigada mesmo.

Página Um


Jornal da Manhã


Diário dos Campos

Dica do dia

Tem sempre alguma coisinha para compartilhar e hoje vão duas opções de unhas decoradas no tema da Galinha Pintadinha. Confesso que tentei fazer o desenho, por conta já que Maria não tinha horário, para a festinha do João. Mas a realidade ficou beeeeem aquém da expectativa então fui só de unha azul com pintinhas brancas, que faço com facilidade. rere. Quem me mandou uma das fotos foi a Andreia Marks, queridona, que está de parabéns à espera de seu segundo bebê.

Do Blog Sonho de Ser Mãe

Andreia me mandou pelo face

E você? Já viveu coisas parecidas com as relatadas hoje? Conte aí. Beijinhos.

*Comecei este post na quarta-feira e só estou finalizando no sábado. Por increça que parível, nas últimas duas noites Joãozinho dormiu super bem e só acordou com o dia amanhecendo. Deus conserve! #oremos

quarta-feira, 10 de abril de 2013

Vídeo de Um Ano

Este foi meu presente de primeiro aniversário pro filhote mais lindo deste mundo. Deu bastante trabalho, já que sou bem leiga no assunto "edição de vídeos", mas acho que transmite um pouco da emoção e do amor infinito que sentimos por você, Joãozinho. Feliz Aniversário meu amor.


Para saber como foi a festa, clique aqui.

Cabe explicar que não coloquei imagens de demais familiares, apenas dos padrinhos nos batizados, porque seria muuuuuito complicado agradar todo mundo. Com medo de "esquecer" alguém, ou de não ter uma foto em especial, preferi focar no personagem principal.

As músicas, todas, têm para nós algum significado especial, mas quero ressaltar partes das letras de duas delas, que dedico a você, neném:

No Frontiers 
(The Corrs)
Sem Fronteiras

...O Paraíso não conhece fronteiras
E eu vi o Paraíso em seus olhos
Como o canto de uma cotovia,
Que de alguma maneira nesta noite negra,
Sente-se mais quente que a faísca,
Para nos acalentar até o dia,
Em que o medo perderá sua força,
E o Paraíso tem seu caminho,
Quando todos nos harmonizaremos
E você souber o que há em nossos corações,
O sonho se realizará


93 Million Miles
(Jason Mraz)
Milhões de Milhas
A 93 milhões de milhas do Sol
Pessoas se preparam, se preparam
Porque lá vem, é uma luz
Uma bela luz, além do horizonte
Em direção aos nossos olhos
Oh, minha nossa, que bonito
Oh minha linda mãe
Ela me disse, filho, na vida você vai longe
Se você fizer direito, você vai adorar onde você está
Apenas saiba, onde quer que você vá
Você sempre poderá voltar para casa
...
Percorremos um longo caminho para pertencer a este lugar
Para compartilhar essa visão da noite
Uma noite gloriosa
Sobre o horizonte está outro céu brilhante
Oh minha nossa, que bonito, oh meu pai irrefutável
Ele me disse, filho, às vezes, pode parecer escuro
Mas a ausência de luz é uma parte necessária
Apenas saiba, que você nunca está sozinho, 
Você sempre poderá voltar pra casa
Cada estrada é uma ladeira escorregadia
Mas há sempre uma mão em que você pode segurar
Olhando mais profundamente através do telescópio
Você pode ver que sua casa está dentro de você
Apenas saiba, que onde quer que você vá, não,
Você nunca estará sozinho,
Você sempre vai voltar para casa

terça-feira, 9 de abril de 2013

A Festa de Um Aninho

Primeiro parabéns pra valer

Sabe aquele velho ditado que faz todo sentido? Então... "Não cospe pra cima que cai na testa, menina"! Esse aí cabe direitinho pra Manuzona aqui que a vida inteira achou "uma bobagem festa de um aninho" porque afinal de contas "a criança nem aproveita e depois nem lembra", "os pais correm pra todos os lados e não curtem nada" e só serve "pra gastar uma dinheirama à toa".

Só que daí o João Augusto estava pra fazer um ano de vida... E eu corri pras casas de festa fazer orçamento  e fiquei que nem uma louca na expectativa pra que tudo fosse o mais lindo possível, dentro daquilo que poderíamos pagar e com o máximo de mimos pro nosso debutantinho da classe infantil. Lá se foram nossas economias e se vieram nossas dívidas, kkkkk.

E você que ainda não tem filho nem pense em me atirar a primeira pedra porque logo logo entra pra turma que faz com os filhos tudo o que dizia que nunca iria fazer. É que não tinha como deixar a data passar sem empenhar todas as nossas energias numa comemoração bem linda. Pensei em fazer por conta, no salão do clube, fazer os docinhos, encomendar os salgadinhos, um bolo e uma cama elástica e pronto, mas a esta altura eu que era contra festa de um ano queria mais é um festão com tudo o que se tem direito. rará.

Foi muita coisa maravilhosa num ano só e a gente precisava reunir a família e os amigos pra dizer o quanto Joãozinho nos faz bem e celebrar sua vida. E no fim, a festa valeu cada minutinho de preparativo, cada centavinho que sumiu do bolso e cada chequinho que tá voando por aí. Como diz o povo lá de Tibagi, "nem que vorte o cheque", uahauhua (calma Sheilinha da casa de festas, é brincadeirinha, só pra dramatizar a situação aqui prazamiga leitora. Vai ter fundo. Pode confiar, rere).

Salão espaçoso e áreas apropriadas para várias idades

Nossa escolha

Começamos a nos organizar ainda em fevereiro. Eu e João visitamos algumas casas de festas e encontramos a que mais nos atraiu. A Happy Kids* nos convenceu por oferecer tooooodos os serviços em pacote único, em que somente pagamos por convidado e não há outras cobranças a parte. Explico: em algumas casas, cada elemento da festa tem um valor e no final das contas eu me perdia bonitinho.

Eles te mostram a foto da mesa toda decorada, dos doces mais lindos, dos arcos enormes de balões e dos brinquedos mais legais. Mas na hora de pedir o que você quer, tudo isso vai se somando em valores que acabam confundindo a desavisada mãe que queria pagar X e acaba pagando 5X. Sem falar que em um dos estabelecimentos fomos atendidos por uma garotinha, super simpática, de 12 anos, que embora tenha se esforçado, não sabia dar informação de quase nada. Tudo tinha que ver com o pai em outra hora.

Eu como gosto de preto-no-branco fui com a Happy. A única coisa que pagamos a parte foi a cerveja e só deu R$ 67, acreditam? Ô povo pra beber pouco né?


Espaço

O local é bem amplo, tem um estacionamento enorme e bem organizado, um parque infantil que eu queria morar dentro de tão legal, com cama elástica, piscina de bolinhas com trampolim e aquele enorme emaranhado de sobe e desce (não sei o nome daquilo) com escorregas, tubos e tudo mais. Tem um campinho de futebol dentro do salão com grama sintética. Tem uma sala especial de brinquedos para crianças menores, com cavalinhos, mesas de atividades, casinha, e até um rinoceronte coisa mais linda que mexe a cabeça. Tem fraldário com berços e cadeirões... Enfim, achei show a estrutura, embora o salão seja bastante simples, sem gesso no teto, chão de granito e outros frique-friques que a gente andou vendo.

Mesa principal
Docinhos

Docinho com as iniciais do João. O de cereja veio de lambuja, porque eu não pedi
Bolo de mentirinha... mas tão lindo
Comes e bebes

Aí o que contou bastante também foi que a cozinha funciona junto e os salgados são assados e fritos na hora. Nada de bolinha de queijo parecendo chiclete. Achei que super valeu a pena e amei o serviço. Os doces e salgados estavam deliciosos (eu achei).

Optei pelos tradicionais, porque desde que me conheço por gente (e eu sô simpre), festa de criança tem que ter coxinha, bolinha de queijo, risólis, pastel, brigadeiro, beijinho, dois amores e doce de uva. Adicionei uns folhadinhos, mini-x-salada, esfirra, doce de morango, docinho personalizado com as iniciais dele e camafeu que eu amo demais da conta.

O bolo preferi a massa de pão-de-ló mesmo com um recheio de chocolate e outro de strogonoff de nozes para servir. Pra ser sincera, não senti as nozes, mas percebi algum doce de açúcar queimado no recheio. Já o bolo da mesa era de isopor, minha gente. Não se engane! rerere. Mas ficou lindo demais né? Parece pasta americana... Eu adorei. De bebida, sucos naturais de morango e abacaxi, refrigerantes, água e cerveja.

Sanduíche de bebê fofo. Só os papais experimentaram.


Atendimento

Quanto ao atendimento, a equipe toda está de parabéns. Foram super atenciosos, tinha pelo menos umas cinco monitoras cuidando das crianças nos brinquedos, vários garçons bem gentis, pessoal na recepção cuidando de identificar os presentes, buscando as pessoas nos carros com o guarda-chuva, atendendo os horários para cantar parabéns, servir isso, servir aquilo, enfim, uma belezura.

Me senti uma convidada da festa e não precisei me preocupar com mais nada além de dar atenção para nossos convidados. Se bem que isso já é tarefa demais. rarara. No dia seguinte parecia que eu tinha sido atropelada por um trem, porque andei muuuuuuuuito (e de saltão porque sou brasileira e não desisto nunca, rá) a tarde toda cumprimentando, tirando foto e matando saudades dos meus queridos. Tão bom!


Túnel na entrada, com o Galo Carijó na frente

Decoração

A decoração ficou lindíssima. Eu amei. Como já anunciado, foi da Galinha Pintadinha e não tinha como não ser, pois como diz minha amiga Juliana Nogueira, "devo muita obrigação para esta galinha". Sim, porque foram muitas as vezes que João dormiu aos embalos do coro daquela turma, que ele ficou hipnotizado na tela da TV enquanto eu corria lavar uma louça ou fazer um almoço, e só assim é que poderia fazer.

Além do que, acho o trabalho todo lindo, fofo demais, adoro os DVDs e fiz assim minha homenagem à dona pintadinha, ao Galo Carijó (que não merece muito porque nem ligou quando a esposa ficou doente, mas vá); à Dona Aranha que subiu pela parede e veio a chuva forte e a derrubou, coitada; à Barata que é super mentirosa, mas é uma gracinha; e especialmente ao Pintinho Amarelinho, cuja canção ganhou a primeira coreografia do meu filhinho. Ele gosta tanto de apontar o dedinho pra palma da mão que faz isso até dormindo.

Não tinha boneco de três dimensões, apenas painéis, mas era novinhos e sem rasuras, coisa comum da gente ver nas festinhas mais batidas, como da Galinha. A mesa super linda em vidro com aqueles acessórios em madeira entalhada que dão um charme a mais. Os balões ali sem exagero deram um toque especial, achei. E amei a estrutura em balões montada na entrada, em forma de túnel, com o Galo dando as boas-vindas. Na entrada interna. uma árvore bem bacana e um arco com jardins nas bases, muitas nuvens de balão branco no alto e na entrada da sala dos bebês, duas pernas de galinha. Bem criativo.

Porta-canetas com as fotos da família

Lembrancinhas

As lembrancinhas também estavam inclusas no pacote e pude escolher entre várias opções. O que está saindo bastante é a marmitinha com doces da festa, mas pedi o porta-canetas mesmo, com fotos que fizemos no ensaio com o amado Christian Christóforo. Penso que é uma coisinha que acaba tendo utilidade, dura mais tempo e não vai parar no fundo de uma gaveta até a próxima faxina.


Vídeo

Se a estrutura toda da festa não me deu trabalho algum, perdi o sono nas últimas semanas por conta do meu presente pro Joãozinho. Tinha de ser algo muito especial, que ficasse pra vida toda. Como desde o primeiro mês eu faço um videozinho de retrospectiva, juntando os melhores momentos daqueles trinta dias, resolvi fazer a retrô de um ano!

Gente do céu... pensem numa trabalheira. Tinha mais de 300 vídeos para assistir e decidir quais entrariam na versão de um ano. E não adiantava simplesmente pegar os já editados de cada mês porque já estavam poluídos com trilhas sonoras e legendas... ficaria estranho.

Foram vários dias reunindo as imagens, inclusive fotos, e escolhendo as músicas. Até que comecei a editar. Como não manjo nada do assunto, leiga total, tentei baixar o Adobe Premiere mas não foi compatível com minha máquina. Fui de Movie Maker mesmo. Aquela porcaria do Movie Maker. Juro que nunca mais abro aquele programa na vida. Juroooo!

O danado do programa adora travar e não salvar o projeto quando eu chego lá no final. E foi assim que editei 11 minutos de videozinho. rarara. Fui fazendo por pedaços e publicando. Depois juntei tudo, o que não me permitia mudar o que já estava feito antes. Mas deu certo. Acabei às 4 da manhã de sábado. Ficou super caseiro mesmo, sem grandes lances, sem grandes efeitos, mas com todo o meu suor e minha boa intenção... que era de registrar o enorme amor que sentimos por nosso filhinho.

Apresentamos o vídeo antes dos parabéns e acho que foi um momento bem legal. Espero que tenham gostado. Quem não foi, vê aqui!


Convidados



Quem fez os convites pra gente foi o Christian, da noite pro dia. Eu gostei demais por ser uma foto com as informações, que serve de lembrança também, se a pessoa quiser guardar num álbum. O difícil mesmo foi selecionar os convidados, ô missãozinha difícil.

Eu e João revisamos a lista umas 100 vezes. Primeiro seriam 60 convidados no máximo. Foi o que contratamos. Mas na semana do evento, aumentamos o contrato pra 100 porque acabamos convidando umas 120 pessoas e quase todo mundo confirmava presença. No fim, compareceram 78. Pagamos 22 a mais... kkk. Tudo bem... valeu do mesmo jeito.

Já deveríamos ter acostumado com o desfalque, mas e o medo que falte alguma coisa? Na formatura do João, o baile era pra apenas 50 convidados e quase metade não apareceu. No nosso casamento, uns 30% dos nossos convidados confirmados não foram. Então fica a dica, que vale pra mim na próxima (lembrete, Manu!) : se você vai fazer festa, conte com 20% de ausência mesmo entre os que já confirmaram.

A coisa chata mesmo é não poder convidar todo mundo que a gente gostaria. Na minha lista entraram, da família da mãe, apenas os tios porque tenho muitos primos e cada primo com sua família composta já. Abri exceção somente para os primos que vieram nos visitar, conhecer o Joãozinho. Na lista do João entraram todos os primos de primeiro grau, pelo menos. Dentre os amigos, privilegiamos os que fizeram questão de vir conhecer o pequeno quando nasceu. No final, sempre fica aquele arrependimento... "Deveríamos ter convidado fulano e beltrano". Mas já foi.

Bom comportamento: alegria durante toda a festa

Joãozinho simpático

Eu estava toda preocupada se João iria gostar da festa, se não estranharia o ambiente, o barulho e as pessoas... medo que ele não dormisse o suficiente antes e que ficasse chatinho. Mas que nada! Nosso mini-homenzinho se comportou na maior simpatia.

A soneca da manhã foi até as 13h30. Pensei que dali fosse direto até a noite, mas pra minha surpresa, adormeceu no carro e lá ficou entre as 15 e 16h30. Foi ótimo, porque depois foi só alegria. Ele sorriu pras fotos, foi no colo de todo mundo, engatinhou pra todo lado e até bateu palminhas depois do parabéns.

Nada de choro, nada de manha, só felicidade. Até comeu esfirras com iogurte (polaco é assim mesmo, doce e salgado junto) como jantar. Um amor. Durou até as 10 da noite, quando dormiu feito um anjinho já na companhia de novos brinquedos.


Tem presente pro ano inteiro!

Presentes

A volta pra casa não foi uma viagem comum. Havia pacotes de presentes empilhados até sobre o bebê! Joãozinho ganhou taaaaaaaaanta coisa, mas taaaaaaanta coisa linda. Ai que delícia foi sentar com ele e abrir um por um quando chegamos. Ele subia nas caixas, rasgava os pacotes e obviamente queria abrir os brinquedos.

Fiz uma lista com o nome de quem foi e cada presente para guardar de recordação. Anotei também o nome de quem deu em cada brinquedo (no fundinho e nas etiquetas das roupas). Isso porque já aconteceu, na maternidade por exemplo, de a gente ganhar muito presente numa vez só e depois eu não saber identificar quem deu o quê para poder mostrar quando estiver usando.

Separei os brinquedos mais apropriados para a atual fase e guardei outros sobre os roupeiros. Vou abrindo no decorrer do ano, assim ele tem presente sempre. Já as roupas, que maravilha. Não vou precisar comprar nadica neste inverno! :-)

Aqui a Chir registrando em vídeo também

Fotografia

Mais uma vez nossos amigos Christian Christoforo e Chiroloni Torres Bueno foram super profissionais e fizeram um trabalho lindo pra gente. A única coisa chata deles é não quererem falar em preço com a gente, mas não se enganem porque não vai ficar assim, viu seus danados? Eles são meus companheiros de muito tempo e estiveram conosco em nosso casamento, com fotos lindas, e na última sessão com Joãozinho, que ficou maravilhosa.

Agradeço imensamente pela gentileza sem fim desse casal, por emprestar todo o talento e super competência pra gente, por passar horas à nossa inteira disposição e com sorriso no rosto. E essa minha babação toda é super merecida, porque o Chris tem uma carreira de praticamente 30 anos na fotografia e merece muito reconhecimento. Super-hiper recomendo.

Eles já mandaram algumas amostras das fotos especialmente para o blog, que estou identificadas com o nome do Chris. Ah e a Chir ainda filmou toda a festinha, como cortesia mesmo.

Enroladinho de vina. Receita daqui

Viva o Joãããoooo

O bolo que EU FIZ! Que orgulho!
Festa em casa

A festança do João foi no domingo, dia 7, mas o aniversário no dia certo a gente comemorou em casa. Na terça, dia 2, levantei cedo para dar conta de fazer um bolo, rechear e confeitar! Uhu-nova-iguaçu a mamãe Manu conseguiu fazer um bolo recheado!!! Fiz também enroladinho de vina (salsicha pra quem não é do Paraná) assado. E decorei a sala pra receber a família do papai, que mora mais perto.

Ca-la-ro que o bolo não ficou assim uma delícia, mas o recheio tava suculento. Fiz a massinha do camafeu, com nozes, e hummmmm, adoro. Fazer o bolo significa pra mim dar continuidade a uma tradição familiar. Minha vida toda ajudei minha mãe a fazer nossos bolos de aniversário e até da vizinhança lá no sítio. Não herdei dela a habilidade toda pra confeitar, mas consegui fazer.

Primeiro passei chantilly (de pacotinho) mas foi pouco. Aí fiz creme com nata batida e misturei. Mas não ficava lisinho. Então resolvi enfeitar com palitos de wafer... e não deu a volta toda no bolo. Quebrei uma porção de Bis e salpiquei ao redor para reparar o dano dos palitos. E finalmente consegui fazer suspirinhos de nata na borda superior e escrevi o nome dele com confeitos de estrelinha. Ah, pra quem nunca faz nada do tipo, até que fui bem, né?

Cantamos parabéns e assopramos a primeira velinha de aniversário do meu pimpolho. Espero poder repetir o feito com mais habilidade nos próximos anos.


***

Genteeeee... já falei demais. Desculpa aí, mas eu precisava registrar cada detalhe, cê me conhece. rerere. Quero voltar logo pra falar das novidades sobre a última consultinha com a pediatra e as mudanças já permitidas.

Agradeço a todos que fizeram parte dessa história de um ano do João e que estiveram conosco nesse dia tão especial. Obrigada mesmo. Beijos e mais beijos e até logo mais.

*Quero deixar claro que este blog não é patrocinado e que as propagandas aqui feitas pela mamãe são de grátis mesmo. Se bem que teria sido muito interessante um abatimentozinho lá na Happy né? auhauahu. Patiei!



















Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...